• Postado por Tiago

A Receita Federal guentou uma carga de mercadorias ilegais no valor de R$ 6,7 milhões na Portonave. O grupo de Gerenciamento e Análise de Riscos Aduaneiros, o Garra, encontrou as mercadorias em dois navios, que, segundo a documentação, só poderiam ser entregues em portos brasileiros, mas foram levadas para o Uruguai e Argentina. De lá, tavam sendo trazidas para a city dengodengo, onde foi flagradas.

O delegado da Receita, José Carlos de Araújo, explica que a carga com tampas de alumínio, compostos químicos para refrigerantes e sacarias usadas veio em dois navios que saíram de Manaus, no Amazonas, com escalas em Suape, no litoral de Pernambuco, e Salvador, na Bahia. Oficialmente a mercadoria deixou os portos direto ao porto de Rio Grande, no estado gaúcho, mas como rolou uma apreensão por lá, houve uma tentativa de despejar a mercadoria ilegal em portos dos países vizinhos. O navio retornou para Navega, onde as mercadorias foram apreendidas. Foi feita uma representação fiscal para fins penais contra o armador por praticar navegação de cabotagem, que é proibido por lei.

  •  

Deixe uma Resposta