• Postado por Tiago

Começam a pintar hoje em Cambu os policiais que vão fazer parte da força-tarefa pra combater a criminalidade na city. Nove homis da puliça civil de Floripa se apresentam esta manhã na delegacia regional, em Balneário Camboriú, e a promessa é que comecem a rolar as primeiras operações. O reforço não tem data pra ir embora.

O mandachuva dos delegados na região, dotô Ademir Serafim, contou que além dos tiras, quatro carangas da central de operações policiais (Cop), e um ônibus grandão, que serve de delegacia móvel, também chegam ainda hoje da capital manezinha. O buso vai ficar no bairro Monte Alegre, onde foram registrados 95% dos assassinatos que rolaram na terra do mármore este ano, e vai servir como base pra força-tarefa.

Na sexta-feira, mais oito policiais militares, também de Floripa, vão pintar na capital da pedra pra ajudar no reforço. O capo da comunicação no 12º batalhão da PM, capitão Ronaldo de Oliveira, disse que é possível que algumas baratinhas a mais sejam trazidas pra Cambu, mas isso ainda não tá definido. Também tão pra vir helicópteros dos tiras e milicos pra fazer sobrevoos pela city e dar tchauzinho pra bandidagem lá do alto.

Ou vai ou racha

A ideia de dar uma turbinada na segurança em Camboriú veio depois que a loirosa prefeita Luzia Coppi Mathias (PSDB) chamou os chefões da puliça civil e militar pra um plá. O município é o recordista no número de assassinatos, se considerada a proporção entre os crimes e o número de moradores. De 2007 pra cá, foram 74,9 mortes pra cada 100 mil habitantes.

O capo da puliça civil, delegado Maurício Eskudlark, disse que se a matança continuasse no mesmo ritmo, Cambu poderia chegar a um índice de 81 assassinatos pra 100 mil moradores.

  •  

Deixe uma Resposta