• Postado por Tiago

A secretaria estadual da saúde confirmou ontem à tarde que agora são 32 as mortes por gripe porca na Santa & Bela. Entre as 12 vítimas divulgadas ontem, tá um homem 50 anos, morador de São José, que morreu no hospital regional no dia 25 de agosto. Com isso, sobe pra três o número de mortos pela peste na Grande Floripa. Este é o segundo caso de morte na cidade vizinha à capital.

Mesmo com a redução dos atendimentos de casos de gripe, a tendência é que as estatísticas continuem a crescer devido à demora dos resultados dos exames da doença. Nos dados divulgados ontem, subiu pra 320 o número de casos confirmados de pessoas que contraíram a doença desde que a praga entrou no estado, em maio. O número de casos investigados também aumentou. Agora são 3243 pessoas em monitoramento e esperando o resultado do exame. Das mortes ocorridas por complicações de gripe, 106 ainda aguardam resultado do exame pra saber se foi pelo vírus porco.

Entre as 12 mortes confirmadas ontem, oito casos são de pessoas que não resistiram à ação do vírus H1N1 porque tinham mais chances de complicação do quadro de gripe por terem a saúde capenga. O homem de São José era gordo e tinha problemas de coração e pulmão.

A cidade de São José, que ainda procura médicos pra reforçar o atendimento no centro de triagem montado na semana passada, tem 11 casos confirmados da gripe porca, incluindo as duas mortes. E 85 pessoas são monitoradas e esperam o resultado do exame pra saber se tão infectadas.

De acordo com orientações da secretaria da saúde, a população deve manter as rotinas de prevenção à doença, como a higiene das mãos e ambientes ventilados. Também deve estar atenta pra procurar ajuda médica nos primeiros sinais de gripe.

  •  

Deixe uma Resposta