• Postado por Tiago

INTERNA-11-ABRE---g---reuniao-mao-unica-estefano-jose-vanolli---foto-Felipe-VT-08

Morador do bairro ficou indignado com vereador

Não é consenso o berreiro dos comerciantes da avenida Estefano José Vanolli contrários à mudança da principal via do São Vicente, fazendo a mão única. Na reunião que rolou na quinta-feira à noite pra definir as estratégias pra barrar o projeto na prefa peixeira, o comerciante Cícero roubou a cena do vereador Elói Camilo (PMDB), que tava usando a reunião como palanque político. Quando o vereador conclamou a plateia pra mostrar a hegemonia contrária à mão única, Cícero fez uma pergunta bem colocada: ?Ei, e vocês já ouviram a população?!?

Depois de alguns segundos de silêncio que pareciam horas, o articulador da reunião, José Dada, presidente da CDL, contra-argumentou que aquele era um movimento organizado e que se Cícero quisesse montar um grupo contrário, que o fizesse. Aos berros, o comerciante se alterou afirmando que os presentes tavam só pensando no lado deles e não nas pessoas que se acidentam todos os dias na Estefano. ?Isso porque não foram os filhos deles que já morreram aqui com um caminhão por cima?, declarou.

A turma do deixa-disso logo tratou de botar água na fervura e dar prosseguimento à reunião, que teve como resultado prático a formação de uma comissão pra chamar o Bellini na chincha e alterar o projeto. Segundo o presidente da associação de comerciantes do São Viça, Caubi Carvalho, existia um projeto elaborado pela secretaria de planejamento urbano (SPDU), revitalizando a avenida e colocando ciclovias, mas sem a alteração da mão.

?Se colocarem mão única será a ruína de vocês?, falou Caubi aos cerca de 150 comerciantes presentes. Elói Camilo foi mais longe. ?Toda rua que se tornou mão-única acabou com o comércio, como a Sete de Setembro e a rua Blumenau?. Segundo José Dada, o problema da mão-única é que agiliza o fluxo de veículos, o que não seria interessante para uma rua comercial. ?Quem quiser correr que vá pela Otávio Cesário Pereira?, afirmou.

O representante da prefa, Paulo Praun, nem conseguiu mostrar o projeto de modernização viária, que a plateia vaiou antes de ele abrir o bico. Ele avisou que a região deve passar por modificações por causa do novo plano diretor, que vai permitir a construção de prédios maiores. ?É a chamada verticalização?, afirmou Dada.

Mas com o aumento de andares, não vai aumentar a população e o fluxo de veículos e a mão-única voltarão de novo à pauta? ?Mais dia menos dia isso vai acontecer?, admitiu Dada.

O estudo do SPDU mostrou que nos últimos sete anos, aumentou em 59% o número de carros, 127% o de motos e 305% o número de motonetas no bairro.

  •  

Uma Resposta to “Reunião de comerciantes contrários à mão dupla acaba em bate-boca”

  1. venicius Diz:

    Como sempre o povo burro acostumado a morar no mato que é contra a modernização da cidade!

Deixe uma Resposta