• Postado por Tiago

CAPA-ABRE-s---jenson-button

Button fez a festa na casa do adversário

Rubinho Barrichello precisava reduzir em cinco pontos a diferença pra seu companheiro de equipe, Jenson Button, pra continuar com chances de se tornar campeão do mundo na última corrida da temporada de fórmula 1, nos Emirados Árabes. Não deu. Rubinho chegou em oitavo e Button em quinto. A diferença subiu pra 17 pontos. Button comemorou o título em São Paulo e o brasileiro, além de não ter mais chances, ainda perdeu a segunda colocação no campeonato pro alemão Sabastien Vettel, da RBR, que chegou em quarto em Interlagos.

O sábado foi perfeito para Rubinho, que conseguiu a pole position e ainda viu Button ficar em 14º. Mas o domingo não começou bem. Logo na primeira volta, cinco carros se envolveram em acidentes e o rival de Rubinho pulou de 14ª para nono, antes do safety car entrar na pista. Rubinho manteve a liderança, seguido por Mark Webber, Nico Rosberg e Robert Kubica.

Enquanto Rubinho não conseguia se distanciar pra poder parar nos boxes e voltar ainda na liderança, Button fazia sua parte lá atrás. O inglês ultrapassou Grosjean e Nakajima e colocou em Kobayashi.

Depois da primeira parada nos boxes, Rubinho caiu pra terceiro e começou a ser pressionado por Hamilton, que inventou uma tática de parar uma vez só nos boxes. Daí em diante, a corrida desandou pro brasileiro, que começou a ficar mais lento depois da troca de pneus e viu Webber e Kubica se distanciarem.

Button, depois de muito tentar, conseguiu ultrapassar Kobayashi e dali em diante só administrou a corrida.

A equipe de Rubinho antecipou a segunda parada do brasileiro para ver se melhorava o rendimento da caranga. Depois de todo mundo parar, o brasileiro ficou em terceiro, mas Button estava em sétimo, resultado que já dava o título ao inglês da Brawn GP. Mesmo com o rendimento do carro um pouco melhor, o brasileiro ainda foi ultrapassado por Hamilton e caiu pra quarto. A pá de cal foi um pneu furado a poucas voltas do fim da corrida. Rubinho voltou pela terceira vez aos boxes e saiu de lá na oitava posição, sem a menor chance de brigar por qualquer coisa.

Enquanto todas as atenções se voltavam pros pilotos da Brawn GP, que disputavam o título, Mark Webber acelerou pra valer e não deu chances pra que ninguém ameaçasse sua segunda vitória na fórmula 1. O piloto australiano recebeu a bandeirada de Felipe Massa. Atrás de Webber, cruzaram a linha de chegada o polonês Robert Kubica, o inglês Lewis Hamilton e o alemão Sabastien Vettel. Button recebeu a bandeirada e, na comemoração do título, cantou ?We Are The Champions?, do Queen, pra lá de desafinado. O suíço Buemi e o alemão Rosberg ficaram com a sexta e sétima posições.

  •  

Deixe uma Resposta