• 30 maio 2009
  • Postado por Tiago

Brasileiros entre os favoritos ao Ironman Brasil 2009

Tá tudo pronto em Floripa pra que no domingo, a partir das 7h, mais de 1,5 mil atletas iniciem a maior prova de triatlo da América Latina. Pelo nono ano seguido, o Ironman Brasil rola na capital. A largada será na praia de Jurerê Internacional, onde após mais de oito horas e meia de disputa, os primeiros colocados começam a cruzar a linha de chegada.

Ontem, parte do grupo de elite que participa da prova conversou com a imprensa e falou que o maior adversário neste momento não é o clima, que ao que tudo indica, permanecerá frio e sim a ansiedade. “Quem vê esse povo todo andando de bike, correndo nestes dias antes da prova pensa que é treinamento. É nada! É uma forma de conter a ansiedade”, comenta Fernanda Keller, pentacampeã do Ironman Brasil (tri só em Floripa) e três vezes terceira colocada no mundial do Havaí.

Fernanda Keller, Reinaldo Colucci e Raul Furtado são os três brasileiros que devem disputar pau a pau com os gringos a premiação de 50 mil doletas e também uma das três vagas pro mundial do Havaí. No feminino, Fernanda promete fazer uma boa prova e levar a melhor. No ano passado, ela foi a primeira colocada. Porém, as gringas, este ano,não tão pra brincadeira.

A americana Dede Grisbauer, vice-campeã do Ironman Brasil em 2007 e duas vezes top 10 no Havaí, chegou animada pra disputa. Além dela, sua conterrânea Heather Gollinck, cinco vezes campeã do mundial Ironman, também tá pra lá de empolgada. A novidade é o retorno da dinamarquesa Lisbeth Kristensen, vencedora da prova em Floripa há três anos.

Colucci e Furtado vão correr contra o tempo pra tirar o título do argentino Eduardo Sturla. Com as ausências do hermano Oscar Galindez, que tá com suspeita de dengue, e do alemão Olaf Sabatschus, que optou por participar do Ironman na China, a disputa pelo primeiro lugar deve ficar entre os três.

Catarinense

Hugo Eduardo Amorim, 27 anos, é o único representante catarinense na categoria masculina profissional do Ironman Brasil. Ele também tá na expectativa pra prova. “A ansiedade em participar de um evento tão grande é incontrolável. Mas estou bem preparado para fazer uma grande prova”, afirma.

Assim como os outros triatletas, a rotina de Hugo é puxada. Ele treina natação três vezes por semana, ciclismo e corrida até quatro vezes na semana, fora as sessões de musculação, totalizando quase 24 horas semanais de preparação física.

E o treinamento é justificado. Afinal, os homens de ferro têm que ter fôlego pra percorrer os 3,8 quilômetros de natação, os 180 quilômetros de ciclismo e os 42 quilômetros de corrida. Na edição de segunda-feira, o DIARINHO conta como foi o evento e a turma que faturou a prova.

  •  

Deixe uma Resposta