• Postado por Tiago

 

dese-dona-fausta-carrinho-de-bebe

Olá, minha gente sofrida deste litoral alagado! Que aperreio esse que a gente vive! Sempre com um zóio no céu pra ver se São Pedro para de mandar água aqui pra baixo e outro no rio, que sobe e desce por causa da maré. É, gente, tá na hora de começar a usar mais a cabeça e parar de bulir com a mãe natureza fazendo casa onde não deve. Um dia, ela vai tomar de volta o que é seu.

Não vão atrás desses políticos picaretas que prometem dar um papéli legalizando baiucas na beira do rio e nos morros, porque se as otoridades se vendem por causa de voto, a dona justa taí pra fazer valer a lei. No futuro vão até agradecer por sair dessas áreas de proteção, já que tão sendo protegidas de um mal bem pior: perder tudo na enchente.

Mas, vamos tratar de um tema mais ameno e rezar pro El Niño e La Niña ficarem quietinhos lá no oceano. Esta semana, fui atrás de informações supimpas pras futuras mamães, que ficam que nem barata tonta, sem saber o que comprar para os herdeiros, porque toda hora a indústria tá lançando novidade. Já que roupinhas e mamadeiras sempre rolam nos chás de bebês, escolhi pesquisar modelos e preços de itens que pesam mais no orçamento: carrinho de passeio, bebê-conforto e cadeira pra carro. Se você não conseguir convencer os dindos a dar uma força, não se desespere porque tem pra todos os bolsos.

Para a gente saber tudinho sobre o assunto, fui numa das lojas mais supimpas da city quando o assunto é neném: Mundo do Bebê, na rua Brusque. Quando a gente entra na loja, já sente aquele cheirinho de bebê Johnson, e tem cada coisa linda que dá vontade de sair comprando tudo. Mas calma lá, não se empolga, porque o importante é atender às necessidades da mãezinha, e não comprar um trombolho lindo, que nem cabe no possante.

A gerente disse que no caso das cadeiras pros pequerruchos andarem de carro com a família, há três fases: a primeira, que vai até os 13kg, é a do bebê-conforto, quando o bebê fica de costas; a segunda, até 18kg (mais ou menos cinco anos); e a última, até 36kg (oito anos), que vão num tipo de cadeira que ajusta, além do tamanho, também a largura. No caso do carrinho de passeio, a diferença tá nos modelos, que vai desde o simplezinho até aqueles que tem o bebê-conforto e os que cabem numa bolsa.

Carrinho Mc Laren

Apesar da marca sugerir, o carrinho de passeio para gêmeos da possante inglesa não anda a 300 km/h, mas tem a tal roda cross, que faz diferença na hora de manejar o carrinho e controlar os pequenos.

O preço é salgado ? R$ 1490, é mais pra quem gosta de grife, mas não sisquece que leva o dobro de passageiros! Também tem coberta para as pernas dos anjinhos e porta-trecos embaixo.

Apesar do modelo ser pra gêmeos, nada impede que a mamãe leve filhos de idades diferentes pra passear no parquinho nele. Só tem que prestar atenção no peso, pois eles suportam crianças de até três anos que não esteja comendo muita besteira na casa da vovó!

O mais prático

Esta belezura da italiana Infanti não parece, mas é um carrinho de passeio que nem os outros. A diferença é que não só dobra feito um guarda-chuva, como cabe dentro de uma bolsa. A vendedora Tatiane disse que é o modelo ideal pra quem viaja de avião, por exemplo, porque dá pra levar a bordo. A estrutura em alumínio também é mais reforçada e o preço é do tipo ?vale o quanto pesa?: R$ 779. Para quem não passa nem perto do aeroporto, também tem carrinho de passeio de bebê mais em conta. O modelo básico da Divicar custa R$ 279, o problema é que o tecido não é impermeável como os importados.

Burigoto

Esta é uma boa opção para quem não tá podendo gastar os tubos. Este modelo da Burigoto sai R$ 519 mais o bebê-conforto (R$ 259), totalizando R$ 778. A vendedora Tatiane disse que o modelo não tem a mesma mobilidade das marcas importadas. ?Se deixar o carrinho meio solto, ele acaba jogando para o lado?, avisou. O carrinho tem alça reversível, que é bom pra criança ficar de frente para a mamãe, mas a facilidade tem um preço: ele não dobra tanto e pode não entrar no porta-mala dos carros populares. A garantia é de seis meses. Pra quem tá precisando só do bebê-conforto, na loja, o modelo mais em conta é da Galzerano: R$ 198.

No carro do papai

Mas e quando aquele bebezinho fofo cresce e não cabe mais nem no carrinho, nem no bebê-conforto? Para os crescidinhos, tem a poltrona ajustável pra colocar no carro que custa a partir de R$ 299 (Infanti), e aguenta um garoto de até 36kg. A vendedora Tatiane disse que é bom os pais trazerem a criança porque varia muito o peso e a altura.

Pra deixar a garotada bem confortável, tem o modelo Key (Chicco), que ajusta bem na largura e altura. Depois que não precisar mais ajustar a largura, é só ficar com a parte debaixo, até o peito da criança alcançar o cinto de segurança. Esta belezura da tecnologia não sai por menos de R$ 849.

CTO2: o mais vendido

Este é o modelo que os papais acabam levando, mesmo que cheguem na loja querendo outro modelo. Isso porque, além de bonito, é que nem Bombril: tem mil e uma utilidades.

O CTO2 da Chicco reclina, tem bebê-conforto acoplado, cobertura interna acolchoada que fixa melhor o bebê na cadeira, bandeja móvel, capota reversível que protege o bebê do vento e sol na cara, além de contar com um tecido tecnológico, mais inteligente que gente, que esquenta no frio e esfria no calor. Não é perfeito?

O mimo custa R$ 1.790 e vem nas cores vermelho, azul e bege. Vai encarar? A garantia é de um ano.

Trio Forme Sloop

Este é a Ferrari dos carrinhos de bebê. Fabricada pela italiana Chicco (lê-se ?Quico), custa quase a mesma coisa que o fuca-bala que me acompanhou por tantos anos: R$ 2690. Mas é que o conjunto é mesmo um espetáculo: além do carrinho cheio de gueri-gueri, com bebê-conforto e outros badulaques, também vem com um moisés, que é tipo um berço móvel. O assento é reversível, ou seja, o neném pode ficar de frente ou de costas para a mamãe, assim como a alça. Os pais quase enlouquecem quando veem esse modelo na internet, e pra pagar o sonho de consumo, a loja faz em 10X sem juros no boleto bancário ou em seis vezes no cartão de crédito.

  •  

Deixe uma Resposta