• Postado por Tiago

abre-p1-sergio-viotti

?Jango? vai passar pra galera de Balneário e ?Franklin Cascaes? é a atração em Floripa

O povo que curte um bom documentário não pode perder a exibição de dois filmes esta semana: ?Jango?, de Sílvio Tendler, vai passar amanhã, às 19h30, no Arquivo Histórico de Balneário Camboriú; e ?Franklin Cascaes? vai rolar hoje na Casa da Memória, no centro da capital, em três horários: 13h, 15h e 19h. E o que é melhor: totalmente digrátis.

O filme sobre a trajetória de João Goulart, o Jango, foi feito em 1984, ano em que os brasileiros foram às ruas exigir eleições diretas para presidente. O filme resgata a história recente do Brasil para as novas gerações, que não conheceram a ditadura. O documentário descreve a política brasileira desde a candidatura de Jânio Quadros, passando pelo golpe militar e as manifestações da UNE, tendo como fio condutor a vida de João Goulart, que morreu no exílio.

O que pouca gente sabe é que Jango foi figurinha fácil em Balneário Camboriú nos anos 50. No verão, ele costumava ser visto caminhando na praia com os filhos João Vicente e Denise. Em Balneário, ele fez amigos e até construiu uma casa na avenida Atlântica, esquina com rua 4600. Hoje, neste local, tem um restaurante que preservou parte da casa. Em frente, foi instalada uma obra de arte, do artista plástico Jorge Schroeder, em 2007, que marcou o aniversário de 31 anos da morte de João Goulart.

O Cineclube é um projeto da Fundação Cultural de Balneário Camboriú e tem o objetivo de formar público de cinema através da exibição e debates de filmes. As sessões rolam sempre na última quarta-feira do mês e são agendadas pelo telefone 3264-5706.

Em Floripa

Em suas andanças pelo litoral da Santa & Bela, Franklin Cascaes registrava tudo o que via e ouvia e transformava em arte. Desenhos, textos e gravações sobre as festas do divino, boi-de-mamão, lendas e crenças locais fazem parte do rico acervo deixado pelo estudioso. Tudo isso está no documentário ?Franklin Cascaes?, de 2008, que será relançado hoje, na Casa da Memória, num encontro com estudantes de pré-vestibular, denominado ?Conversas sobre o 13 Cascaes?.

O documentário foi produzido pela Fundação Franklin Cascaes em homenagem ao centenário de nascimento do pesquisador. Elaborado por Edina de Marco, José Rafael Mamigonian e Norberto Depizzolatti, o vídeo traz depoimentos de pessoas que conviveram com o artista e imagens de suas obras. No documentário é possível conhecer sua voz, sua história, suas pesquisas e suas ideias.

  •  

Deixe uma Resposta