• Postado por Tiago

CAPA-ABRE-saul-airoso-da-silva---foto-felipe-VT-27

Saul: ?o poder desgasta?

A chapa azul, encabeçada por Charles Alberto Passos, venceu no sábado a eleição pra diretoria do sindicato dos Estivadores de Itajaí e acabou com o reinado de Saul Airoso da Silva, que já estava há 12 anos à frente da entidade. O atual presidente foi derrotado nas urnas na mesma época em que o sindicato passa por uma auditoria pra averiguar supostas tretas no recolhimento do INSS dos funcionários.

A chapa vencedora conseguiu 238 votos, enquanto a chapa verde, que tentava mais uma reeleição de Saul, ficou com 221 votos. A diferença entre as duas foi de 3,7% dos votos válidos. Os azuis tomam posse no dia 12 de janeiro e terão três anos pra recompensar os votos que receberam dos estivadores no sábado.

O nome do futuro mandachuva da estiva passa longe de ser uma novidade. Charles Passos foi o vice-presidente do sindicato durante essa última gestão de Saul e só deixou a diretoria dois meses antes da eleição, quando as denúncias de não recolhimento do INSS dos funcionários começaram a pipocar.

O primeiro plano da nova diretoria é concluir a auditoria nas contas do sindicato, que foi iniciada por decisão de uma assembleia dos trabalhadores e tá sendo tocada por uma empresa de Joinville. Segundo o futuro presidente, o desafio da nova gestão será brigar pela ampliação de linhas de cargas no porto peixeiro. ?O porto está muito ocioso e temos que combater isso?, lascou Charles.

O candidato derrotado minimizou a influência do suposto rolo do INSS no resultado das eleições. Pra Saul, o impacto da concorrência da Portonave nos salários dos estivadores foi o principal motivo pra que a turma da estiva decidisse mudar a diretoria pra buscar uma solução pro perrengue. ?Essa questão da contratação da mão-de-obra o trabalhador não aceita e ele está buscando uma alternativa?, explicou.

Outro motivo que leva Saul a acreditar que as denúncias de tretas não desequilibraram a disputa é o fato do vencedor da eleição também ter feito parte da diretoria que agora está sob investigação. ?Ele era o meu vice?, lembra o sindicalista.

Agora chega

Saul Airoso foi presidente do sindicato durante 15 anos. Sua participação na entidade começou em 1990, quando foi secretário durante um mandato. Em 1993, foi eleito presidente para o seu primeiro mandato, que terminou em 1996. Um ano depois voltou a presidência e, desde então, não largou mais o osso.

Com a derrota de sábado, Saul decidiu que não quer mais saber de presidir o sindicato. ?Não pretendo me candidatar mais. Posso até colaborar?, confessou. O anúncio veio junto com um desabafo. ?O poder desgasta?, lascou.

  •  

Uma Resposta to “Saul perde eleição pra presidência do sindicato dos estiuvadores”

  1. pesca Diz:

    Estiuvadores é pra acabar.

Deixe uma Resposta