• Postado por Tiago

A prefeitura de Itajaí e o Semasa começaram na última semana um mapeamento econômico e setorial de todos os imóveis da cidade. A pesquisa, que tá sendo feita pelos peões da Prosul – uma empresa contratada pelo Semasa –, vai ajudar a prefa no planejamento de áreas como saúde, educação e saneamento, além de servir como base de dados pra projetos junto aos governos federal e estadual.

Mais de cem entrevistadores iniciaram a pesquisa pelos bairros Dom Bosco e Vila Operária na semana passada. Nesta segunda, a pesquisa começou no São Viça e Cordeiros. A prefa promete divulgar os próximos bairros a serem visitados com quatro dias de antecedência pra população se planejar, mas ainda não tem uma data certa porque estes dois últimos bairros são bastante populosos e nem todo mundo é pego em casa na primeira visita.

O engenheiro Civil, Diogo Beltrão Campos Pontes, coordenador do projeto pela Prosul, explica que os entrevistadores tão identificados com colete com as logomarcas da Prosul e Semasa, boné, crachá, aparelho de coleta (palm top) e trena. Além disso, os funcionários tão sempre em duplas e se o morador tiver qualquer dúvida pode entrar em contato com a Prosul, Semasa ou prefa através do telefone. As visitas tão rolando de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h, mas poderão rolar também nas manhãs de sábado, no caso dos moradores que não forem encontrados durante a semana.

A conversa dura em média 10 minutos e as respostas são registradas pelo pesquisador num computador portátil. O levantamento deve terminar em junho de 2010 e os dados vão servir pra que a prefa faça todo planejamento da cidade nas mais diversas áreas. Os moradores vão responder perguntas como metragem da casa, número de filhos, escolaridade, se a casa tem ligação de água, esgoto e energia elétrica, se recebe coleta de lixo, se há escola e creche por perto e se a rua é pavimentada.

O secretário de Planejamento, Rogério Benitez, explica que é importante a colaboração dos moradores na hora de responder as perguntas, porque é através destes dados que o prefa vai saber das necessidades da população e o que falta em cada bairro. Benitez disse ainda que, com o levantamento, será possível inscrever a cidade em mais projetos pra captar grana no estado e no governo federal.

Os dados do censo peixeiro vão se juntar com os do geoprocessamento – uma série de fotografias e informações da cidade –, iniciado no ano passado. Benitez garante que os dados serão de uso exclusivo da prefa e do Semasa e a galera pode ficar tranquila que o sigilo vai ser mantido. Em caso de dúvida com relação aos entrevistadores, os moradores podem ligar pra empresa Prosul, no 3349 2517, ou pro Semasa, no 0800 645 0195.

  •  

Deixe uma Resposta