• Postado por Tiago

O secretário de administração da prefa de Itajaí, Marcos Antônio Emílio, vai pintar na casa do povo na próxima quinta-feira. Ele será interrogado pelos vereadores sobre as contratações feitas com dispensa de licitação durante o período emergencial, que começou logo após a enchente de novembro e terminou na quarta-feira passada.

A prefa se valeu dos seis meses em que tava decretada a calamidade pública pra contratação de empresas e acumulou contrato em cima de contrato para empresas sem nenhuma tradição e experiência na área. A maioria delas nem sede tem.

O troço cheirou à treta e o vereador Paulinho Amândio (PDT) fez um requerimento pedindo informações sobre os 48 contratos de dispensa de licitação. O secretário negou as informações e uma das justificativas para isso, era de que gastaria muito papel e as condições ambientais não recomendavam.

Diante das desculpas, os parlamentares fizeram um requerimento pra levar o secretário à câmara de vereadores. O documento foi votado na semana passada e passou com folga.

Todos os vereadores tavam presentes e não houve nenhum votou contra, sob pena de desmoralizar a casa do povo, já que é a primeira vez que um secretário se nega a apresentar a papelada exigida.

O presidente da casa, Luiz Carlos Pissetti (DEM), acabou acatando o pedincho e marcou o interrogatório pra próxima quinta-feira, às 17h30.

  •  

Deixe uma Resposta