• Postado por Tiago

jose-provesi-(1)

José Amadeu: ?pretendo parar de trabalhar só daqui uns 15 anos?

Hoje não é um dia qualquer pro peixeiro José Amadeu Provesi, 74 anos. A data marca os 60 anos de trabalho do metalúrgico na empresa Hoffmann, atualmente instalada na rua Blumenau, bairro São João, em Itajaí. ?Eu comecei a trabalhar na Hoffmann em 1950, quando tinha 14 anos. Na época eu varria a empresa e já aprendia algumas coisas da metalurgia?, relembra.

Seu José Amadeu passou por vários setores da metalúrgica ao longo desses 60 anos. Aprendeu a fazer as furações pra fabricar máquinas de cortar capim e cana, depois foi ensinado a montar bombas de água, torrador de café e também amassadeiras de pão. Mas foi quando começaram os reparos em navios que o metalúrgico se realizou. ?Tinha vezes que a gente passava a madrugada trabalhando?, relata.

Foram ao todo 32 anos como encarregado da metalúrgica, até que começou a fabricação de hélices e seu José Amadeu passou a ocupar a função de responsável pela furação e rosqueamento das hélices. ?O que a gente fabrica mais são equipamentos pra barcos pesqueiros. Prestamos serviços pro Brasil inteiro?, conta.

Tanta dedicação rendeu ao metalúrgico o mérito de funcionário padrão de Itajaí. Foi o primeiro da história da cidade, isso em 1968. Dos 60 anos de trampo, histórias não faltam. Mas o mais marcante pra seu José Amadeu foi poder ensinar seus conhecimentos aos outros. ?Muitas pessoas passaram pela minha mão. Ensinei tanta gente a trabalhar que até perdi as contas. E olha que muitos já estão ricos?, brinca.

Itajaiense, criado no bairro Cordeiros, seu José Amadeu é um verdadeiro exemplo de vitalidade. Caminha, anda de bicicleta e ainda frequenta a academia. O metalúrgico já está aposentado há 30 anos e mesmo assim não pensa em largar o trampo tão cedo. ?Eu gosto muito do que faço. Se eu continuar com toda essa disposição pretendo me aposentar de vez só daqui uns 15 anos. Por enquanto, eu não sinto cansaço?, afirma.

O trabalhador padrão de Itajaí é casado há 54 anos, mora no bairro São João, têm quatro filhos e também quatro netos.

  •  

Deixe uma Resposta