• Postado por frandiarinho

Reunidos na capital na tarde de quarta-feira, os servidores públicos estaduais da Saúde decidiram entrar em greve a partir do dia três de novembro. A assembleia da categoria rejeitou a proposta de reajuste salarial da secretaria da Saúde através de abono progressivo de 16,76%, divididos em duas vezes (janeiro e agosto de 2010), sobre o piso de cada servidor.

Os servidores já haviam negado a proposta de incremento de 6,48%, divididos em seis parcelas e para começar a ser pago em janeiro de 2010, na assembleia de 30 de setembro, quando foi decretado estado de greve. A categoria está em campanha salarial desde 2008 reivindicando, entre outros pontos, 16,76% de reajuste imediato e o aumento do auxílio de alimentação em 80,65%, de acordo com o que determina a Lei Complementar 323, de 2006.

  •  

Deixe uma Resposta