• Postado por Tiago

Mais de 23 mil torcedores foram ontem ao Pacaembu prestigiar a final da copa São Paulo de Futebol Júnior. Apesar de muita reclamação da arbitragem o São Paulo levantou o caneco de maneira invicta pela terceira vez (1993, 2000 e 2010).

A molecada tricolor derrotou o Santos na decisão por pênaltis por 3 a 0, após empate por 1 a 1 no tempo normal, no aniversário da capital paulista.

A polêmica em relação à arbitragem de Thiago Duarte Peixoto envolveu o herói da partida, o espanta-gol são-paulino Richard, que defendeu três cobranças santistas.

Mas antes, na etapa final dos 90 minutos regulamentares, ele deveria ter ido pro chuveiro mais cedo ao ter saído da área e feito falta dura em Renan Mota, autor do gol santista, que aparecia livre no ataque pra marcar o segundo gol do Peixe. Já nos minutos finais, Roniele fez o gol de empate e levou a decisão pra marca da cal. Jeferson, Dener e Marcelinho balançaram a rede. Alan Patrick, Alemão e o próprio Renan Mota pararam nas mãos do goleiro Richard.

Antes das cobranças de pênaltis, o técnico do Santos, o ex-zagueiro Narciso, foi reclamar com o árbitro do jogo no centro do campo e acabou sendo duramente empurrado com um escudo por um policial. Tiririca da vida, o treinador reagiu devolvendo o empurrão e acabou expulso.

  •  

Deixe uma Resposta