• Postado por Tiago

Demorou, mas agora o ciclo está completo. O suíço Roger Federer precisou de cinco tentativas em Roland Garros, mas finalmente triunfou no saibro de Paris e, com a vitória de ontem sobre o sueco Robin Soderling por 6/1, 7/6(1) e 6/4, levantou o troféu do único Grand Slam que faltava em seu currículo.

Pentacampeão em Wimbledon (2003-2007) e no US Open (2004-2008) e tricampeão do Australian Open (2004, 2006 e 2007), Federer agora possui o chamado career slam, feito em que o tenista conquista os quatro Grand Slams, mesmo que em temporadas diferentes. Algo que, até ontem, apenas cinco tenistas haviam conseguido: Fred Perry, Don Budge, Rod Laver, Roy Emerson e Andre Agassi.

Com a conquista em Paris, o tenista suíço também igualou o recorde do americano Pete Sampras, maior vencedor de Grand Slams da história, com 14 conquistas. Com 27 anos, o suíço, atual número dois do mundo, ainda terá várias chances pra superar a marca e se isolar na liderança e, por isso, é considerado por muitos o maior tenista de todos os tempos. Após a partida, o próprio Soderling rasgou-se em elogios ao vencedor, já referindo-se a Federer como o melhor jogador de tênis da história.

A primeira oportunidade de Federer passar o já aposentado Sampras será já neste mês, na grama de Wimbledon, de onde já saiu campeão cinco vezes.

  •  

Deixe uma Resposta