• Postado por Tiago

A véspera do Natal foi manchada de sangue em Porto Belo. Uma mulher casada foi encontrada peneirada com 10 tirombaços, às margens da BR-101. O crime rolou pelas 21h30 de quarta-feira. Os homidalei trampam com a hipótese de que Daiana Regina de Amorim Regis, 25 anos, foi assassinada pelo amante ciumento.

Daiana foi vista com vida pela última vez na beira da 101. Ela chegou no quilômetro 154,8, na moto Biz 125, placa MFF 2719 (São João Batista). Saltou da sua motoca e tirou o capacete pra conversar com o sujeito que lhe aguardava. Depois de trocar duas palavrinhas, o desconhecido sacou um trabuco e descarregou na coitada. Ela levou 10 azeitonadas por todo o corpo. As balas, dizem a polícia, são de uma pistola calibre 380.

Os tiros atingiram principalmente a cabeça e peito. Daiana morreu na hora. O assassino simandou correndo. Testemunhas chamaram a polícia Rodoviária Federal (PRF), que foi até o local, mas não pode fazer nada pra ajudar a moça. O corpo passou pela perícia do IML e foi encaminhado pro enterro em Tijucas.

Daiana era auxiliar de serviços gerais e morava na rua Nova Brasília, no bairro Praça, em Tijucas. O marido, que não teve o nome revelado, contou que a esposa estava com a parentada em casa, quando disse que ia sair e não informou pra onde ia.

A polícia civil de Porto Belo investiga o caso e desconfia que a causa do assassinato seria passional. Na cabeça dos tiras algum amante enciumado da moçoila resolveu mandá-la pra terra dos pés juntos. Ela era trabalhadora, não tinha nenhum vício ou envolvimento com a bandidagem que pudesse motivar a morte.

  •  

Deixe uma Resposta