• Postado por Tiago

ESPORTE-2-ABRE-08-WillianCardoso-danielSmorigo

William deu show e despachou outro brazuca na final espanhola

O surfista de Balneário Camboriú Willian Cardoso conquistou o bicampeonato em Pantin e está entre os 15 melhores na classificação geral do WQS. A competição foi disputada neste sábado na Espanha. Esta foi a sua segunda vitória na ?perna européia?, e pela segunda vez o surfista da Santa & Bela teve outro brazuca como adversário na grande final. Nas Ilhas Açores, em Portugal, Willian derrotou o potiguar Jadson André e o segundo título consecutivo, na Galícia, foi conquistado contra o gaúcho Rodrigo Dornelles. O bicampeão do Ferrolterra Movistar Pantin Classic agora é o 13º colocado no ranking que classifica 15 surfistas pra elite do surfe mundial.

William Cardoso oferece a vitória ao pai, que faleceu oito dias antes da conquista do título do filho. ?Sei que ele está lá em cima olhando por mim. Toda hora que eu entrava na água, ele ficava me mandando as ondas e deu tudo certo. Estou muito feliz, você vai fazer muita falta aqui na Terra e eu te amo mais do que tudo?, disse o surfista depois da bateria final.

Apenas as semifinais ficaram para o último dia do Ferrolterra Movistar Pantin Classic. Na primeira bateria do dia, Rodrigo Dornelles despachou o espanhol Gony Zubizareta, que no domingo passado venceu a outra etapa espanhola de nível 5 estrelas em Zarautz, no País Basco. Na disputa seguinte, Willian ganhou o duelo direto por uma vaga entre os 15 melhores do WQS contra o irlandês Glenn Hall. Com a classificação para a final, William garantiu seu lugar entre os 15 melhores e, com a vitória, assumiu o 13º lugar no ranking das 28 etapas completadas na Espanha.

William começou forte a grande final, nas ondas de meio metro de altura do sábado em Pantin para largar com uma nota 8,33. Isso deu mais tranquilidade pro surfista de Balneário, que aumentava a vantagem a cada onda surfada. Na seguinte, tirou nota 6,33, depois trocada por um 7,0 e definitivamente por uma nota 8,0, depois de das suas boas manobras, jogando muita água na última onda da bateria.

O gaúcho Rodrigo Dornelles não teve um bom início e somou duas notas na casa dos 6 pontos. O prêmio máximo de 16 mil dólares e os 2 mil pontos ficaram pra Willian e Dornelles ganhou 9 mil dólares e 1750 pontos, que o deixaram na vigésima posição no WQS.

Na entrevista antes da premiação, o surfista aproveitou pra tirar uma onda dos colegas de profissão. ?Quando eu venci lá em Portugal, o Jean (da Silva) e o Marco (Giorgi) não conseguiram me levantar, amarelaram, aí falaram que se eu ganhasse de novo eles iam me carregar até o pódio, mas não quis matar eles e deixei me levarem só um pouquinho?, zoou.

Perna brasileira

As próximas etapas do WQS serão na ?perna brasileira? de fim de ano, que começa com o Local Motion Guarujá Surf Pro nos dias 29 de setembro a 4 de outubro, na Praia do Tombo. Na semana seguinte, de 5 a 11 de outubro, o Oakley Rio Surf Pro International promove outra etapa masculina com nível 6 estrelas e uma de 5 estrelas que vai fechar o WQS Feminino de 2009 no Brasil, pela primeira vez na história.

RANKING WQS 2009

01 Daniel Ross (AUS) ? 14.975 pontos

02 Jadson André (BRA-RN) ? 14.663

03: Owen Wright (AUS) ? 13.588

04: Adam Melling (AUS) ? 13.026

05: Patrick Gudauskas (EUA) ? 12.588

06: Matt Wilkinson (AUS) ? 12.150

07: Joan Duru (FRA) ? 12.050

08: Brett Simpson (EUA) ? 11.863

09: Travis Logie (AFR) ? 11.851

10: Blake Thornton (AUS) ? 11.763

11: Austin Ware (EUA) ? 11.575

12: Dusty Payne (HAV) ? 11.425

13: Willian Cardoso (BRA-SC) ? 11.151

14: Luke Munro (AUS) ? 11.139

15: Tanner Gudauskas (EUA) ? 11.125

  •  

Deixe uma Resposta