• Postado por Tiago

Fim terrível também teve Romy Smilaanieth, 60 anos, em 25 de março de 1993. Ele foi morto, esquartejado e queimado num ritual em Balneário Camboriú. Os restos foram encontrados próximo ao barraco onde morava, na avenida do Estado. Dentro do barraco encontraram um altar com uma galinha morta. O suspeito era um bruxo, vizinho do tiozinho.

Também virou churrasquinho o construtor Nilton Torquato, 46 anos, em 16 de junho do ano 2000. Ele foi sequestrado após sair de um jantar de negócios, em Balneário Camboriú, e morto horas depois, ao tentar fugir de bandidos. Depois de matarem Torquato com três balaços, os trastes abandonaram o corpo num matagal em Camboriú, e tacaram fogo.

O médico Flávio Raulino, 43 anos, que trampava em Floripa, foi morto em seu apê, em Itapema, em 2 de junho de 2001, com várias facadas e uma coronhada na cabeça. Vários objetos foram roubados e ele chegou a lutar com o assassino, que fugiu. No dia em que o Bin Laden acabou com as torres gêmeas, nos EUA, o DIARINHO estampava na capa a morte de um skatista em plena rampa da Beira Rio. Rodrigo Antônio de Mattos, 21, veio com dois amigos do Rio Grande passar o feriado e foi atacado por dois caras. O assassino, Jeison Fernando Ramos, 21, foi guentado com os objetos da vítima.

  •  

Deixe uma Resposta