• Postado por Tiago

O taxista Sérgio Ribeiro, 55 anos, tem uma ideia pra resolver o impasse criado pela família Medeiros com o fechamento do acesso à bica que fica no final da rua Donato Pereira, na Fazendinha, em Itajaí. Pra seu Sérgio, a solução seria a prefeitura indenizar os donos do terrenos para que a comunidade volte a usar o vertedouro d´’agua.

O motorista de praça diz que entende o lado dos Medeiros, que fecharam a bica porque o povão tava muito abusado. Por isso, tá dando o pitafo da prefa comprar o terreno e transformá-lo em de uso público.

Sérgio conta que desde que começou a morar no bairro Fazenda, há três anos, buscava água na bica. Sua esposa, que sempre morou no bairro, faz isso desde pequena. “Tem dias que tinha gente que ficava uma hora na fila para buscar água. É água 100% pura, de primeira”, comenta.

Ele sugere que os abobrões da prefa se espelhem numa bica pública em Camboriú, onde a prefeitura de lá colocou bancos e fez uma caixa de água enorme com várias torneiras em volta para atender a comunidade. Como diz que há mais de dois meses os moradores estão sofrendo com ocasionais falta de água, o leitor diz que esta seria uma saída.

Fechada depois de 40 anos

Há pelo menos 40 anos que um olho d’água no pé de um morro da Fazendinha virou bica. Gente de todos os cantos de Itajaí ia até o local pegar água que, garante o povão, é bem mais pura que aquela distribuída pelo serviço Municipal de Água e Saneamento.

Em julho deste ano, quem frequentava a bica foi surpreendido por um muro impedindo o acesso até o vertedouro. A família Medeiros, dona do terreno, resolveu acabar com a alegria da galera.

Veroni José Medeiros, 48 anos, um dos donos do terreno, disse na época ao DIARINHO que a decisão foi tomada porque o povão tava abusando demais. Além de não ter hora pra chegar na bica, os usuários faziam uma barulheira danada e até soltavam palavrões.

Como uma das irmãs de Veroni fez uma cirurgia pra tirar um tumor do cérebro e precisava de descanso absoluto, a família fechou o acesso à bica.

  •  

Deixe uma Resposta