• Postado por Tiago

INTERNA-ABRE-PAG-22---bia-hadad-foto-rubens-flores-15jun09

Bia Maia é uma das atletas do time brazuca

A equipe brasileira de tênis feminino ? pra jogadoras de até 14 anos ? tem como capitão o técnico Clóvis Bueno, do Instituto Tênis de Itajaí, com sede no Itamirim Clube de Campo. O peixeiro dá todas as dicas pras meninas, que estrearam ontem no mundial da categoria, disputado na cidade de Prostejov, na República Tcheca. Clóvis é um dos técnicos do Instituto, considerado o principal centro de treinamento infanto-juvenil do tênis brasileiro.

Mas a estreia dele e das meninas não foi das melhores. Jogando contra as donas da casa, as brasileirinhas não tiveram bom desempenho e perderam as três partidas de ontem. No primeiro jogo, Beatriz Haddad Maia, atleta de São Paulo, perdeu com parciais de 6/3 e 6/4. Em seguida, Leciane Silva, do Paraná, caiu por 6/2 e 6/4. A chance da única vitória da equipe brazuca poderia sair com a dupla formada por Bia Maia e Maria Beirão, mas o dia não era mesmo do Brasil. As meninas foram derrotadas por 6/3 e 6/4.

O técnico peixeiro sabe bem das dificuldades do mundial, mas diz que a equipe pode melhorar nas próximas rodadas. ?Sabemos que um mundial é mais difícil, mas no sul-americano fomos muito bem, chegamos em primeiro do grupo. E invictos. Desde então estamos nos preparando para esse mundial, cada um no seu clube, mas focados em melhorar a posição do Brasil no Mundial deste ano?, falou Clóvis.

As meninas ainda têm pela frente os confrontos contra as equipes da China e do Canadá, que estão no grupo 2, juntamente com Brasil e República Tcheca. O sorteio dos grupos agradou ao capitão brasileiro e às meninas. ?Nossa equipe ficou satisfeita com o sorteio, sabemos que aqui não tem equipe fraca mesmo. Mas a perspectiva é de fazermos um bom torneio?, finalizou Clóvis. O mundial rola até o dia 8 de agosto.

  •  

Deixe uma Resposta