• Postado por Tiago

O presidente da câmara, deputado Michel Temer (PMDB-SP), disse ontem que as denúncias envolvendo seu nome em esquemas de corrupção investigados pela polícia Federal são tudo mentira. Temer disse que a possibilidade de concorrer nas eleições de 2010 para o cargo de vice-presidente da República está provocando invejinha em alguns opositores, porque ele é o mais cotado para ser vice na chapa da pré-candidata do PT, ministra Dilma Rousseff.

“Acho que é porque sou presidente da câmara, porque sou deputado. E as perspectivas de futuro podem eventualmente gerar esse tipo de desajustamento. Como se fala na questão da vice, pode ser por isso. Não tenho exatamente as razões concretas dessa vilania. Eu não sei identificar, dizer qual a razão objetiva”, lascou.

Temer afirmou que seus advogados irão entrar com uma queixa-crime na Justiça de São Paulo para ter acesso aos documentos no qual é citado nos inquéritos da Operação Castelo Branco, que investiga a construtora Camargo e Corrêa. O nome do bagrão aparece em um arquivo, encontrado pela polícia Federal, com planilhas que sugerem contabilidade paralela da construtora. Temer é citado 21 vezes na lista de um dos executivos da empresa ao lado do valor de US$ 345 mil.

  •  

Deixe uma Resposta