• Postado por Tiago

Sujeirada faz água escoar pra dentro das casas da vizinhança, em dias de chuva

Um monte de terra na calçada de um terreno da esquina das ruas capitão Ernesto Nunes e Daniel Silvério, nos Cedros, em Camboriú, tá tapando dois bueiros e provocando alagamento naquela região do bairro. Quando chove, a água não tem pra onde escorrer a transforma a esquina numa lagoa.

O comerciante J. K, 40 anos, conta que um caminhão, que ele não soube identificar, descarregou uma caçambada de terra por lá há uns seis meses. A montanha ficou bem na calçada de um terreno onde tá sendo feita uma obra.

Basta chover, diz J., que a terra se transforma em lama e escorre pela rua, chegando até as bocas de lobo, que acabam entupidas. ?Não tem como passar. Todo mundo tem que andar pelo meio da rua, onde passa ônibus e caminhão. É um perigo?, lascou, reclamando dos alagamentos constantes.

Outro morador da região, que também não quer se identificar, diz que não guenta mais ter que tirar água de dentro de casa cada vez que São Pedro abre as torneiras. Como as bocas de lobo da região estão tapadas pela montoeira de terra, a água fica acumulada pela via e invade o quintal das moradias.

Além disso, com o monte de terra que atravanca a calçada, os moradores da área são obrigados a caminhar pela estrada e disputar espaço com os veículos que rodam por lá.

Por ironia, o problema rola praticamente do ladinho da garagem da secretaria de Obras e a prefa não se coçou pra resolver a situação. J. diz que já ligou pra secretaria de Obras três vezes e até hoje o problema não foi resolvido. ?Eles nem saíram pra ver o que está acontecendo?, lamenta.

Rodrigo Morimoto, secretário de planejamento, disse que sabe do caso desde o final do ano passado e garante que já mexeu os pauzinhos pra resolver o problema. Quanto à limpeza do local, o secretário disse que irá encaminhar o pedido pra secretaria de Obras. A garibada deveria ter sido feita pelo dono do terreno, que não teve o nome divulgado. O proprietário também será multado por não ter cumprido a ordem de limpeza, já feita pela prefa.

Márcio da Rosa, secretário de Obras, jurou de mãozinhas postas que não sabia de nada. Garantiu que vai mandar um fiscal dar uma bizolhada na situação e solicitar a limpeza da montoeira de terra e das bocas de lobo entupidas. ?Vou mandar sem problema. Tenho caminhão hidrojato e só vou conferir a situação. Dependendo de como for, amanhã (hoje) já mando limpar?, garantiu.

  •  

Deixe uma Resposta