• 02 jul 2009
  • Postado por Tiago

CONTRA-ABRE---s---inter-x-corinthians---final-copa-do-brasil---foto-Ayrton-Vignola---Folha-Imagem-01.07.09

Jorge Henrique abriu o caminho pro terceiro título do Corinthians na Copa do Brasil

Um ano e sete meses depois de viver o pior capítulo de sua história, com o rebaixamento pra série B do Brasileiro, o Corinthians voltou a dar uma baita alegria pro seu torcedor. Após ser campeão paulista invicto, a equipe desbancou o phodão Internacional, empatou por 2 a 2 no Beira-rio e conquistou o tricampeonato da Copa do Brasil (já tinha vencido em 1995 e 2002). De quebra, assegurou vaga na Libertadores da América do ano que vem.

A situação alvinegra pra noite de ontem era confortável, afinal tinha feito 2 a 0 na partida de ida, no Pacaembu. Como em toda decisão, o jogo em Porto Alegre começou nervoso e com menos de cinco minutos o juizão já tinha dado dois cartões amarelos pra acalmar a boleiragem. O primeiro foi pro lateral-esquerdo André Santos, do Timão, que deu uma pegada no argentino D?Alessandro. Em seguida, o zagueiro Índio também levou o dele depois de uma botinada em Ronaldo.

Aos poucos, o Colorado foi encurtando os espaços e pressionando os visitantes. Mas a primeira chance de perigo foi do Corinthians, que fez o gol, mas não valeu. Aos 17, Elias tocou pra Jorge Henrique, impedido, bater pra rede. Três minutos depois o gol valeu. André Santos cruzou na cabeça do insistente Jorge Henrique, que testou a gorduchinha pra dentro da meta, pra festa corintiana. Na comemoração, o baixinho tentou fazer uma dancinha pra homenagear Michael Jackson.

O time da casa sentiu o golpe, passou a reclamar muito da arbitragem e tomou o segundo aos 28. Depois de boa tabela pela esquerda, André Santos invadiu a área e soltou o pé, praticamente dando o título ao Corinthians.

O Inter precisava de um milagre, fazer cinco gols, e a torcida alvinegra, mesmo em minoria no estádio, já comemorava cantando ?Oh, o Coringão voltou!? ? por causa da vaga assegurada ao campeão da Copa do Brasil na Libertadores de 2010.

Os donos da casa só levaram perigo aos 33 e 35 minutos, com Nilmar. Nas duas chances, o goleiro Felipe evitou que o Colorado diminuísse o marcador. Já Ronaldo apareceu aos 37 e perdeu gol feito. De frente pra Lauro, o gorducho chutou rasteiro, mas o arqueiro defendeu.

Empatou, mas não deu

O Inter abriu o time no segundo tempo e voltou com o atacante Alecsandro no lugar do volante Glaydson. O ?tudo ou nada? colorado até que deu resultado e a equipe foi buscar pelo menos o empate. A primeira boa chance rolou aos 15, depois que D?Alessandro enfiou o pé na redonda, mas ela bateu na zaga e foi pra fora. Quatro minutos depois, Alecsandro cruzou na cabeça de Nilmar, mas André Santos conseguiu chegar antes e mandar a bola pra fora.

O Corinthians diminuiu o ritmo e passou a tocar mais a bola, só esperando o jogo acabar. O Inter se aproveitou e diminuiu. Aos 25, André Santos tentou cortar e a redonda sobrou no pé de Alecsandro, que deu um bonito toque pra rede, na saída de Felipe. O gol animou o Colorado, que deixou tudo igual aos 29. Alecsandro aproveitou cruzamento de Andrezinho e testou pra rede, fazendo seu segundo tento no jogo.

Confusão

Após o gol, Cristian caiu no gramado pra tentar ganhar tempo antes de ser substituído. D?Alessandro quis levantar o corintiano e a confusão começou. O gringo foi expulso e, antes de deixar o gramado, tentou agredir o zagueiro William pra ver se também levava alguém do Timão pra fora. A cena ridícula do argentino não deu certo e o Inter ficou com 10. Aos 38, o Corinthians também ficou com um a menos, depois que Elias tomou o segundo amarelo e foi pra rua.

O Inter seguiu pressionando até o final, mas sem muita organização. O 2 a 2 não tirou a alegria do torcedor alvinegro, que não parou de comemorar o título fora de casa.

  •  

Deixe uma Resposta