• Postado por Tiago

Policiais civis da entral de Operações Policiais (COP) de Itajaí não tiveram o trabalho nem de botar atrás das grades Ailton Otávio Emílio, acusado da morte do sobrinho Otávio Evair Emílio em fevereiro deste ano, em Itajaí. Os tiras da COP descobriram ontem que o tio matador já tá na cadeia de Balneário Camboriú, preso por furto.

O traste assinou a papelada da prisão preventiva pelo assassinato e ficou no xilindró da Maravilha do Atlântico mesmo. O corpo de Otávio, conhecido por Tavinho, foi encontrado no dia 11 de fevereiro no topo do morro São Roque, em Itajaí.

O assassino mandou o cara comer campim pela raiz com dois tiros e largou o corpo em meio ao matagal. Três dias depois de ser mandado pro além, o corpo da vítima foi encontrado pelo povão, que chamou a polícia.

As investigações da COP apontaram que tanto Aílton quanto Otávio eram viciadinhos, mas que o sobrinho pegava mais pesado com as drogas.

O morto morava com a vó em Navegantes e tava azucrinando a vida da coitada, atrás de grana pra comprar mais porcarias. Revoltado com a caruda do Tavinho, Aílton disse à família que ia tirar o guri de lá, e que ele não ia mais incomodar, levando o rapaz embora.

Cinco dias depois de o garotão sair de casa, ele apareceu morto na city peixeira. Nesse meio tempo, um parente chegou a perguntar para Aílton se ele sabia do paradeiro do sobrinho. O tio falou que tinha recebido uma ligação avisando de um possível assassinato do Tavinho, mas negou a que tivesse envolvido com o crime.

  •  

Deixe uma Resposta