• Postado por Tiago

Homis da puliça Civil de Camboriú e da central de Operações Policiais (COP) da capital manezinha mandaram ontem pra atrás das grades o coisaruim que assassinou o estudante de psicologia Pablo Magelo de Oliveira, 27 anos, no dia 18 de agosto. O matador já tinha sido preso em maio, em Itapema, junto com a quadrilha do dimenor Jeanzinho, mas tava livre, leve e solto.

A crueldade rolou no boteco Brother Lanches, que fica na rua Monte Agulhas Negras, bairro Monstro Alegre, onde o estudante trampava. Por volta das 20h, um vagabundo, armado com um berro, invadiu a lanchonete, que tava cheia de gente, e disparou três vezes contra Pablo. O coitado tomou um tiro em cada braço e outro no peito e não resistiu.

A morte do rapaz causou comoção entre sua família e amigos, já que o pobre não tinha nenhum envolvimento com a bandidagem. O delegado Fábio Moreira Osório, que ficou com a responsa pelo caso, passou a ouvir as testemunhas pra tentar descobrir quem era o assassino.

O pessoal reconheceu a cara feia de André da Silva dos Reis, 18 anos, como o matador. O traste não é flor que se cheire e andava metido com a quadrilha dos aborrescentes Jeanzinho e Pulga, que foi em cana em Itapema no dia 30 de maio. A turminha, acusada de ter metido uma renca de assaltos pela região, tava maquinada com uma pistola Glock nove milímetros que pertence ao delegado Aníbal Gaya, da puliça federal peixeira, e tinha sido surrupiada da casa do dotô.

O delegado Fábio conseguiu que a dona justa pedinchasse a prisão do traste, desta vez por assassinato. Assim que chegou a ordem do juiz, os tiras correram pra meter o mequetrefe detrás das grades.

André foi grampeado por volta das 18h de ontem no Monte Alegre, pertinho da baia onde mora, que não teve o endereço divulgado pela puliça. Ele não resistiu ao teje preso e foi levado pra depê da capital da pedra. Ontem à noite dotô Fábio tomou o depoimento do mulambento, pra tentar descobrir qual foi o motivo da desgraceira, e depois o mandou de mala e cuia pro presídio de Balneário Camboriú.

  •  

Deixe uma Resposta