• Postado por Tiago

Esconderijo dos irmãos golpistas foi estourado em Gaspar

INTERNA_6_ABRE_galpão-estelionato-araras-libanesas_divulgação-(1)

Polícia encontrou mais de R$ 100 mil em mercadorias compradas na região com cheques falsificados

A safadeza dos irmãos libaneses Muhamad Hassan Ataya e Ali Hassan Ataya teve fim na sexta-feira à noite. A Polícia Civil de Itajaí, com o apoio de policiais de Gaspar, descobriu o endereço do galpão onde os bandidos escondiam R$ 100 mil em mercadorias compradas através do golpe conhecido como arara.

Foram mais de 30 dias de investigação até os tiras chegarem na rua Hercílio Fides Zimmermamm, bairro Margem Esquerda, em Gaspar. Lá, era o esconderijo das mercadorias. A polícia civil encontrou roupas, calçados, madeira e bugigangas de plástico. Tudo armazenado e prontinho pra ser revendido.

Muhamad, considerado o cabeça da dupla, foi encontrado no galpão e preso em flagrante. O libanês já tá no cadeião de Itajaí. O bandido foi guentado pela polícia catarinense pela segunda vez. Em 2007, Muhamad e a mulher foram presos em Ilhota, onde mantinham em um galpão com R$ 200 mil em mercadorias ilegais.

A arara

Fontes da polícia civil informam que Muhamad usava documentos falsos e abria empresas de fachada pra praticar os golpes. Ele e o irmão compravam mercadorias com cheques frios em empresas de ramos variados da região. Os produtos eram revendidos e os safados ficavam com 100% do lucro. Esse golpe é conhecido como arara, pela polícia.

Os policiais orientam os comerciantes a ficarem de olhos bem abertos. Nos últimos meses, o número de ocorrências envolvendo golpes com estrangeiros aumentou muito. Quem quiser fazer alguma denúncia ou presenciar algo suspeito, pode repassar as informações para a Central de Operações Policiais (COP) de Itajaí, pelo telefone 197.

  •  

Deixe uma Resposta