• Postado por Tiago

Coca e pastel. Combinação gostosa mas perigosa pra saúde da criançada

A prefeitura de Itajaí proíbe a venda de doces, refrigerantes e frituras nas escolas municipais. Mesmo assim, há duas semanas o leitor W.S.S., 31 anos, descobriu que na escola Olímpio Falconieri da Cunha, no bairro São Vicente, a cantina do colégio tava comercializando a porcariada para a criançada. W. diz que ficou sabendo da sacanagem através do filho, que estuda na Olímpio Falconiere. Na sexta-feira e no sábado, o leitor diz que rolou uma gincana e até bebida alcoólica eram vendidas.

Desde que descobriu a sacanagem, W. começou a acompanhar o caso de longe e perguntar ao filho e aos colegas se as guloseimas ainda estavam sendo vendidas. Conta que a cantina oferece para as crianças vários tipos doces, refrigerantes e pastéis. W. afirma que procurou o diretor, José Acácio da Rocha, que negou vender os produtos proibidos na escola.

Foi um mal-entendido, diz diretor

José Acácio da Rocha, diretor da escola Olímpio Falconieri, desmente a história de que tão vendendo besteiras na cantina. Acácio acredita que houve um mal-entendido por parte do pai de aluno. ?A gente teve uma manhã de venda de pastéis pra arrecadar fundos pra formatura da 8ª série. Mas foram os alunos que fabricaram os pastéis e venderam fora da cantina?, afirma.

Alexandre Wagner Coelho, supervisor de orientação e assistência ao educando da secretaria de Educação peixeira, confirmou que uma lei estadual proíbe nas escolas a venda de alimentos que possam trazer prejuízo à saúde dos alunos. Por isso, uma nutricionista da prefa tem a função de fiscalizar e orientar a galera que trampa nas lanchonetes dos colégios da city.

Porcariada detona a saúde da criançada, explica nutricionista

A nutricionista Isabela Sell explica que o consumo de alimentos muito calóricos está colaborando com o aumento do índice de gordinhos entre a criançada. Isabela, além de professora da Univali, trabalha na secretaria de Saúde de Biguaçu e atua na área de obesidade e sobrepeso.

Para ela, a escola tem um papel essencial na educação alimentar, já que é um ambiente de informação e formação, incluindo hábitos saudáveis de vida, como comer bem.

Refrigerantes, balas e doces açucarados estão entre a porcariada que faz mal pra criançada. Eles são ricos em açúcares, mas são pobres em nutrientes como vitaminas e minerais, que são essencias pro corpo funcionar direitinho. O perigo, diz a nutricionista, está no desenvolvimento do sobrepeso e obesidade precoce, além de ajudar no aparecimento de doenças como a diabetes.

Mesmo fazendo mal, esse tipo de rango é atraente para crianças e adolescentes e muitas vezes é vendido em bares e lanchonetes escolares, alerta Isabela.

Outros problemas com a má alimentação podem aparecer na própria infância. É o caso do aumento do colesterol e dos triglicerídeos no sangue. Esses problemas podem levar ao desenvolvimento de doenças do coração na vida adulta.

Para Isabela, alimentos como salgados assados, frutas, sucos de frutas, iogurtes, sanduíches com pão integral e legumes deveriam fazer parte da lancheira da alunada. O problema é que boa parte das crianças tem vergonha de levar comida de casa e isso ajuda a formar maus hábitos de alimentação.

  •  

Deixe uma Resposta