• Postado por Tiago

“Dia de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, 12 de outubro. O todo poderoso nosso Pai Criador, através de Jesus Cristo, nosso irmão redentor, obedecendo nossa mãe Maria, rainha e padroeira do Brasil, num gesto de amor, aceitou que ela adotasse e concebesse todas as crianças e que também comemorasse nesta mesma data o Dia das Crianças, provando mais uma vez que para salvar o mundo nossa santa mãe divide as honrarias que pelo poder do Espírito Santo aparecendo milagrosamente em vários lugares, em diversas formas de cor e de raça.

Para alguns menos iluminados é motivo de piadas e descaso a pesca milagrosa da imagem de cor negra em duas partes. Dela, pelo poder do Espírito Santo, deu-se origem à maior basílica do mundo que é o santuário de Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo.

Porém, o Todo Poderoso manda um aviso que mais esse santo e nobre gesto não venha a interferir desviando o verdadeiro sentido que é o amor cristão e a paz. Já basta o que vêm fazendo alguns céticos capitalistas e outros sem iluminação divina, como no caso do Natal, o nascimento do menino Jesus, está sendo trocado por um personagem barbado e mascarado e a santa ressurreição da Páscoa por um coelho enfeitado. Convidamos a todos no dia 24 de dezembro, véspera de Natal, para sairmos da frente da igreja Matriz do Santíssimo Sacramento de Itajaí e irmos até a igreja de Bom Jesus, em Salseiros, com faixas e cartazes conforme a inspiração que Deus der a cada um. Vamos de carro, moto, a pé ou qualquer outro meio de condução.

Solicitamos a todas as lojas e empresas que participem e criem algo que realmente lembre o Natal como está na Bíblia, que é o nascimento do Menino Jesus Deus. Espalhem esta notícia para o mundo e que também a Páscoa seja comemorada como a ressurreição de nosso senhor Jesus Cristo e não do personagem coelho.

Esta manifestação é puramente para que todos tenham o mesmo raciocínio cristão, mesmo aqueles que não são cristãos. Cabe a nós agirmos como bons cristãos e tentar respeitá-los e amá-los. Deus, certa vez, andando pela terra, encontrou seu servo, o rei Arthur, e perguntou-lhe: “Estás feliz, pobre, andando perto dum pobre rico?”. O Rei imediatamente chamou seu escriba e disse: “Você ouviu o que este nobre me falou. Anote aí ‘estás feliz andando perto de um rico, pobre ou dum pobre rico.’”

Observe o quanto muda uma frase somente por uma palavra imaginem os senhores na tradução da Bíblia ou até mesmo em cópias dela. Por isso, essa nossa insistência de reunir todos os líderes religiosos para que consigamos uma Bíblia padrão, baseada nos manuscritos originais. Somente assim encontraremos a paz desejada.

Outro dia vi uma entrevista do bispo Edir Macedo, dada em Miami/USA. Gostaria de marcar um encontro com ele, que alguém com poder de comunicação maior que o meu faça que chegue esta notícia até ele, pois ele disse uma frase que me chamou muita atenção.”

Ass: Tonho da Cruz

(Transcrito ipsis litteris)

  •  

Deixe uma Resposta