• Postado por Tiago

O metalúrgico Renaldo Freitas, 36 anos, morreu na madrugada de ontem após tomar um balaço certeiro na cabeça, no bairro São João, em Itajaí. Ele chegou a ser levado com vida pelos vermelhinhos para o hospital Marieta Konder Bornhausen, mas não guentou o tranco e morreu horas depois. A polícia ainda não sabe a causa do crime, mas familiares acreditam que ele tenha sido vítima de um assalto, já que o coitado fazia bico de mototaxista durante a noite.

O crime rolou por volta das 23h de segunda-feira, na rua Florisbela Balbino da Silva Gonçalves. Ronaldo levou um tirombaço na testa, e caiu no meio da rua. O assassino deu no pé, e quando a polícia chegou por lá não tinha mais nem sombra do bandido.

Quando os bombeiros chegaram no local encontraram o cara apagado no chão, mas ainda respirando. Ele foi levado às pressas para o hospital, mas não resistiu ao tiro na cabeça e morreu às 5h.

Cabrita

Testemunhas falaram pros tiras da polícia civil que Ronaldo tava com mais uma pessoa numa motoca quando os dois bandidos se aproximaram e meteram bala no cara. A dupla de matadores e o caroneiro da cabrita deitaram o cabelo. A Central de Operações Policiais (COP) de Itajaí assumiu a investigação pra tentar descobrir quem são os safados.

Este foi o 31° assassinato registrado em Itajaí no primeiro semestre deste ano. O último havia sido na semana passada, quando policiais mandaram um assaltante de Porto Belo comer capim pela raiz depois de perseguição que rolou na quinta-feira à noite.

  •  

Deixe uma Resposta