• Postado por Tiago

Acabaram-se os dias de farra pra um traficante que usava a praça Higino Pio, no centrão de Balneário Camboriú, pra vender porcarias. O traste foi pego com a boca na botija, quando repassava erva do dêmo pra playboyzada. Na baia do cara foram encontrados 18 torrões da droga e um comprimido de ecstasy.

Os meganhas receberam denúncias de que o tráfico tava rolando na mó caruda bem no meio da praça. A gurizada se reunia, e entre um papinho e outro, comprava um bocadinho de marofa pra enrolar um baseado.

Ontem, por volta das 16h, os milicos resolveram ver essa história de perto e não tiveram dificuldade pra achar um bolinho de viciadinhos no papinho ao pé do ouvido. A molecada foi revistada, e os fardados encontraram alguns torrões de maconha e uma balança de precisão pequena dentro da mochila de Alexandre da Silva de Souza, 22 anos. Quando viu que a casa caiu, o cara, que tem panca de mauricinho, disse que não era usuário e assumiu ser o dono da porcariada.

Os milicos desconfiaram que Alexandre pudesse ter mais bagulhos escondidos, e convidaram o chinelão pra dar uma passadinha em sua baia, na rua 2950. O sem-noção vivia com a família, e escondia a mercadoria que revendia dentro de uma embalagem de Kinder ovo.

Foram encontrados 18 torrões de erva do capeta, mais uma porção da droga que o tanso ainda não tinha separado em pedacinhos. A porcaria tá avaliada em pouco mais de 80 pilas. Os meganhas também acharam um comprimido de ecstasy, que é usado nos balançatetas e 123 pilas em grana miúdas.

  •  

Deixe uma Resposta