• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA--CINCO-ABRE-apreensao-de-maconha-prf---foto-Felipe-VT-01

Patrulheiros tiraram a sorte grande quando procuravam muamba

Uma operação da polícia Rodoviária Federal (PRF) mandou pra trás das grades na manhã de ontem, em Itajaí, Thiago Broslavetz, acusado de tráfico de drogas. O malaco tava premiado com 7,8 quilos de maconha dentro de um busão da Catarinense que fazia a linha Foz do Iguaçu/Florianópolis. Pra piorar, o safado ainda tava usando documentos falsos.

A erva tava mocosada na mala de Thiago, que disse que ia receber mil reales pelo transporte do bagulho. O malaco foi parar no cadeião peixeiro e tá encrencado com a dona justa, acusado de tráfico interestadual. A PRF armou a blitz de fiscalização do trânsito no km 115 da BR-101, pra tentar frear a entrada de porcaria na região, na manhã de ontem, e acabou tirando a sorte grande.

Era mais ou menos 10h30 quando os policiais mandaram o busão estacionar. Os patrulheiros começaram a revistar as malas, atrás de muambas paraguaias. Quando chegaram à bagagem do passageiro da poltrona 40, descobriram os 11 torrões da marofa dentro da mala, embaixo das roupas.

Os policiais entraram no latão, atrás do dono da mala, guentaram Thiago com uma identidade fuleira no nome de Delmar Stein. A falsificação era tão tosca que o malaco teve a cara de pau de colocar uma foto maior que o espaço do registro.

O trafica foi levado pra 2ª depê peixeira, onde se apresentou com o nome de Thiago, apesar de não ter o documento. O traste contou que já foi preso em Foz do Iguaçu por roubo e tava em liberdade provisória. O mequetrefe contou que a maconha tava vindo do Paraguai para abastecer os traficas da capital.

O laranja já tem passagem e vai responder pelo crime de falsidade ideológica, podendo ficar de cinco a 15 anos atrás da jaula depois do julgamento.

Mais droga

A polícia militar botou o par de algemas na manhã de ontem em Gilliard Oddorize Kluser, 18 anos, que tava distribuindo porcarias para a gurizada do bairro Nossa Senhora das Graças, em Itajaí. O traste foi guentado com 16 pedras de crack e foi parar no cadeião peixeiro por tráfico de drogas.

O espertalhão caiu perto das 10h30, no beco São Benedito. O malacabado tava dando bobeira na escadaria do morro quando os milicos desconfiaram da caruda do gurizão. Gilliard saiu correndo em direção ao beco, mas a fuga não teve sucesso.

  •  

Deixe uma Resposta