• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA-PÁGINA-SETE-p---trafico-cop---itajai---ISRAEL-DE-ALMEIDA-FILHO.jpg

Israel transformou a casa da vó da namorada em ponto de venda de porcaria

Os tiras da central de Operações Policiais (COP) de Itajaí botaram as algemas em Israel de Almeida Filho, 29 anos, ontem, por volta das 7h30. O trafica tava morando na casa da vozinha da namorada, uma senhora de 95 anos, na rua Luiz Bonifácio Pinto, no bairro São João, em Itajaí.

O traste se mudou pra casa da velhinha achando que ia enganar a polícia, mas o plano do safado não deu muito certo. No quarto do vadio, os tiras encontraram nove petecas de cocaína, pesando cerca de 27 gramas, além de uma graninha e uma balança pra pesar a porcaria.

Israel tava morando há quatro meses na baia da vozinha da namorada, onde vendia cocaína para os viciadinhos. Na semana passada os policiais da COP receberam uma denúncia que o vadio tinha transformado a casa em ponto de tráfico e descolaram um canetaço da dona justa pra invadir a baia. Pela safadeza, o traste ganhou uma passagem só de ida para o cadeião peixeiro.

No Balneário

A casa caiu pra um trafica da marginal Leste de Balneário Camboriú. Uma equipe da central de Operações Policiais (COP) de Florianópolis, que participa da força-tarefa em Camboriú, deu o guenta no vendedor de porcariada na noite de segunda-feira. O traste tava com nove pedras de crack.

Os tiras da COP tavam saindo do posto PHD, que fica na marginal, quando viram o Carlos Raumir Sales, 26, dando bobeira. O carinha tava de pé na margem da via rodeado por três viciados em drogas. Vendo que aquela reunião tava suspeita pacas, os policiais resolveram dar o atraque.

Carlos jogou no chão um pacote recheado com as pedras do demo. As porcariadas sispalharam pelo chão e entregaram o esquema. O trafica recebeu a pulseira de aço e foi parar no imundo xadrez.

Outro carinha que tava no meio da rodinha de desocupados, Raimundo Florêncio Arce, ainda tentou pagar de espertalhão e deu outro nome pros homisdalei. Os policiais se ligaram da treta e pediram uma mãozinha pra dois agentes prisionais do cadeião da Maravilha do Atlântico Sul.

Os caras deram uma pesquisada básica nos arquivos e descobriram que Raimundo tava pedido pela justa. O traste tava foragido há três meses da penitenciária de Floripa, onde respondia bronca por furto e roubo. Com o flagrante não teve nem como choramingar e voltou pro xilindró. Os usuários foram liberados depois de levar uma mijada das grandes.

  •  

Deixe uma Resposta