• Postado por Tiago

Keke matou para expandir pontos de tráfico de drogas

Acabaram os dias de liberdade pra um dos bandidos mais conhecidos da região. Luiz Carlos da Silva, o Keke, ouviu o teje preso dos tiras de Navegantes quando dava umas bandas em Balneário Camboriú. O traste tava pedido pela dona justa por assassinato e associação para o tráfico.

Keke é acusado de ter assassinado a tiros Luciano Dutra, no final do ano passado. O cara, que levava o apelido de Gordinho, ganhava a vida comandando umas bocas de droga no Pontal, bairro São Pedro, em Navegantes.

A causa da morte teria sido um desentendimento por pontos de venda de drogas. Keke, que tinha acabado de sair do xilindró, tava a fim de expandir os negócios. Mas Gordinho não parecia muito a fim de negociar.

Os dois teriam iniciado uma discussão quando tavam num boteco do Pontal. No meio do bate-boca, Gordinho teria lascado um soco na cara do Keke, que revidou à bala. Ele mandou quatro tiros contra o desafeto e largou a arma do crime na bolsa de uma muié que tava de bobeira no bar.

Depois de ter mandado Gordinho dessa pra uma melhor, Keke, que já tava pedido pela dona justa por andar metido com negócios de venda de porcarias, e era suspeito de ter cometido pelo menos mais uma morte em terras dengo-dengos, resolveu siscafeder. Em dezembro de 2008 a polícia recebeu notícias de que o traste andava pelos lados de Tijucas, onde foi baleado.

Keke teria se metido em mais uma confusão e levou quatro tiros no lombo. Mesmo gravemente ferido, conseguiu enganar a morte. Quando já tava prestes a ser liberado do hospital, deu um jeito de fugir com a ajuda de comparsas. Desde então os homisdalei não sabiam do paradeiro de Keke, que parecia mais liso que bagre ensaboado.

No sábado, a sorte mudou pros lados dos tiras. Policiais davam um rolê pela Maravilha do Atlântico quando deram de cara com Keke, na maior pinta de playboy. O malaco arrumou uma muié ricaça e tava vivendo do bom e do melhor. Os puliças se certificaram de que se tratava mesmo do traste e lascaram o teje preso. Keke foi levado pra depê de Navega e dali pro cadeião peixeiro, onde deve passar uma longa temporada.

  •  

Deixe uma Resposta