• Postado por Tiago

O traficante peixeiro João Paulo Benites, 38 anos, identificado pela Polícia Federal do Paraná como membro de uma quadrilha internacional, foi transferido pela penitenciária de Florianópolis pro setor de segurança máxima. Ele foi apontado pela Operação Mascate, deflagrada terça-feira pela Polícia Federal (PF), como suspeito de integrar uma quadrilha internacional de tráfico de drogas.

A investigação durou 15 meses. No período, a quadrilha perdeu cerca de cem quilos de cocaína e 1,4 toneladas de maconha pra polícia. Na operação foram presas mais 31 pessoas, no Mato Grosso do Sul e no Paraná. Na casa de um dos presos em Curitiba, foram encontrados R$ 89,7 mil, além de duas pistolas calibre 38 sem registro.

Conforme apontaram as investigações, a droga vinha do Paraguai e entrava no Brasil pelas cidades de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, e Amambai, no Mato Grosso do Sul, e era distribuída no varejo nas regiões de Curitiba e Londrina, no Paraná, e Itajaí, em Santa Catarina.

Apesar da droga vir dos países vizinhos, os presos responderão pelo crime de tráfico interestadual de drogas.

  •  

Deixe uma Resposta