• Postado por Tiago

INTERNA_6_base---trafico-matadouro.jpg-(9) 

Drogas, dinheiro e um trabucão foram encontrados com os bandidos

A polícia militar de Itajaí prendeu sábado três traficantes que agiam no loteamento Nossa Senhora das Graças, o Matadouro. Dois deles estavam na mordomia da regalia do dia das mães, mas nem chegaram a passar a data em casa. William Alencar Nunes, 26 anos, o conhecido Balo, e Cleidson Aciomar da Costa, 25, o Mano, saíram do cadeião na sexta e voltaram no sábado. Simone Zenir da Silva, 26, mulher de Balo, também foi conhecer as instalações nada confortáveis do xilindró. A PM flagrou o trio vendendo crack.

A polícia recebeu informações da própria vizinhança. Seguindo a dica, a PM deu o atraque no trio que estava no meio da rua. Na casa de número 15 da rua São Benedito, onde moram Balo e Simoni, os policiais confirmaram o comércio da pedra do capeta. Lá foram encontradas cinco pedronas de crack que pesavam cerca de 50 gramas. Tudo indica que a droga seria triturada e vendida em pequenas buchas. Além disso, no local havia quase R$ 400 em notas miúdas, três dólares e um revólver calibre 38 com cinco balas.

O atraque da PM aconteceu no início da tarde de sábado. Os traficantes foram levados pra delegacia, fichados em flagrante e depois levados pro cadeião peixeiro.

Balo tem passagem por assalto e Mano por tráfico. Os dois já estavam presos, mas foram premiados com a mordomia da regalia do dia das mães, onde ficariam livres por sete dias pra estar com a família. Os sem noção ganharam a liberdade na sexta e no sábado já estavam de volta ao cadeião, sem nem ao menos aproveitar o almoço de domingo com as mamães.

  •  

Deixe uma Resposta