• Postado por Tiago

Proposta é só pra quem tem uma vanzinha de até 16 lugares

A direção do sindicato dos Transportadores Escolares de Itajaí (Sintresi) espera até o final deste mês uma posição oficial do governo estadual sobre a proposta da isenção total do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e do Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS) para motoristas autônomos de vans escolares. ?O governo se mostrou bastante interessado em nos ajudar e em 15, 20 dias prometeu apresentar um estudo sobre a viabilidade do nosso pedido?, disse ao DIARINHO Severiano da Costa, o Nene, presidente do Sintresi.

O pedincho do sindicalista vale apenas para transportadores autônomos que tenham vans com até 16 lugares. ?É pra aquele que tem só um carrinho e que depende dele pra sobrevivência da sua família?, discursa Nene. O sindicalista argumenta que o custo de manutenção de uma van escolar é alto e os veículos precisam ser trocados constantemente, pois não podem ter mais de 10 anos de uso.

O IPVA de uma van representa um custo de aproximadamente R$ 500 por ano e o ICMS come do transportador 3% da sua receita bruta mensal. ?É uma questão de justiça. Os taxistas e os mototaxistas já têm esse amparo ?, ressalta. Santa Catarina tem hoje algo em torno de 4.500 vans escolares. Somente em Itajaí, 89 veículos fazem o trampo de levar e buscar a criança na aula.

Nesta semana, Nene e Carlos Garcia, presidente da associação dos Transportadores de Joinville, se reuniram em Floripa com o governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) e com o secretário Antônio Marcos Gavazzoni, da Fazenda estadual. O blablabá foi intermediado pelo deputado estadual Darci Mattos (DEM) e pelo ex-prefeito Volnei Morastoni (PT).

  •  

Deixe uma Resposta