• Postado por Tiago

Foi por pouco que a polícia da capital não colocou as mãos em três vadios que tentaram arrombar um caixa eletrônico do banco Real, no bairro Trindade, na madrugada de ontem. Atrapalhados que só, os ladrões colocaram fogo em pelo menos R$ 16 mil que tavam num caixa eletrônico. O acidente rolou enquanto eles usavam o maçarico pra tentar arrombar um dos cinco equipamentos que ficam junto à agência bancária.

A equipe de investigação da 5ª depê informou que as imagens do circuito interno do banco mostram a hora em que três homens encapuzados entram na sala onde ficam os caixas eletrônicos. Numa cara de pau do tamanho do mundo, um dos ladrões usa um pedaço de cartolina pra tapar as câmeras enquanto os outros dois usaram uma lona pra tapar a da sala de vidro.

O que os chinélis não esperavam era errar na potência do maçarico e acabar detonando as notas do caixa. A fumaça se encarregou de acionar o sistema de incêndio da agência e também despertou o povão que mora nos prédios vizinhos. Funcionários do hospital Universitário (HU), que fica em frente ao banco, viram a fumaceira e reforçaram o pedido à polícia e aos bombeiros.

Quando os homisdalei chegaram só encontraram o estrago. Ainda não há pistas dos malacos. Ontem a agência permaneceu fechada. Além do forte cheiro de queimado, a água do sistema contra incêndio afetou o funcionamento dos computadores da agência.

No dia seis de outubro, um grupo armado arrombou o caixa eletrônico do Banco do Brasil instalado no prédio do centro de serviços da BRF – Brasil Foods – antiga Perdigão, em Itajaí, que fica na avenida Beira-Rio, usando um maçarico também.

  •  

Deixe uma Resposta