• Postado por Tiago

Além de estar caindo aos pedaços e não ter sinalização, o trator que provocou a morte de Ailton não tinha autorização para puxar casas. Depois da perícia dos técnicos do Instituto Geral de Perícias (IGP) de Itajaí, um guincho foi chamado pela PM que levou o tratorzinho para um pátio particular. A casa de madeira foi deixada num terreno baldio, onde os peões da secretaria de Obras das Piçarras a desmancharam.

O secretário de Planejamento da cidade, Luiz Antônio Silvestre, explica que para realizar esse tipo de serviço é preciso do canetaço da prefa e da PM, que precisa acompanhar o transporte com batedores sinalizando. Ele acredita que justamente por não ter alvará, o tratorista tava carregando o trambolho na surdina.

O tratorista conseguiu tirar a casa da Penha e seguir até Piçarras sem ser notado. Se não tivesse rolado o acidente, a baiuca seria entregue no bairro Norte das Piçarras. A prefa garante que a responsabilidade pela fiscalização é da PM.

  •  

Deixe uma Resposta