• Postado por Tiago

Dois homens e uma mulher foram presos na manhã de ontem na Meia Praia, em Itapema, com nove mil reais em notas de 100 reais falsas. Os trastes caíram nas garras dos meganhas quando tentavam passar as notas pra frente num supermercado e numa farmácia da terrinha.

Uma das vítimas dos falsários era um lutador de jiu-jitsu que sentou o sarrafo nos trastres ao ver que tava sendo enganado. O trio é natural de Curitiba, mas tava por estas bandas tentando fazer a festa. Os bandidos foram parar na delegacia da Polícia Federal de Itajaí, e foram enjaulados por falsificação.

Sarah Mayumi Batchold, 28 anos, Youssef Silveira Nagi, 22, e Deywd José Ovizilini, 21, foram presos por volta das 11h30 logo após trocarem o dinheiro falso em dois estabelecimentos. Ao perceber que foi enganado, o dono do supermercado saiu atrás dos safados que estavam no Palio prata, AMK 3361 (Curitiba/PR). No supermecado, eles usaram um nota de R$ 100 pra comprar dois refrigerantes. Já Sarah usou outra nota para comprar crédito de 17 reais para celular.

A vítima da muié foi a farmácia Drogmar, que fica perto do mercado. Ao serem surpreendidos, os caras tentaram fugir. Deywd ainda catou o saco com a grana e saiu correndo. Como é lutador de jiu-jitsu, o dono do mercado pegou sua motoca e foi atrás do cara, que foi alcançado logo em seguida. O vagabundo ainda tentou encarar o comerciante que meteu a mão no malaco sem dó nem piedade.

Os milicos de Itapema levaram a trupe pra Polícia Federal de Itajaí, pra explicar o que tavam fazendo com tanto dinheiro falso. Na city peixeira os três contaram que são universitários e que promovem eventos na capital paranaense.

  •  

Deixe uma Resposta