• Postado por Tiago

A polícia militar de Balneário Camboriú já tem novo comando. Ontem de manhã, o chefão da 3ª região, coronel Albanir Santos, e o comandante do 12º Batalhão, coronel Edemir Meister, entregaram seus cargos pro coronel José Lucio Pires e o tenente-coronel de Blumenau, Cláudio Roberto Koglin. O protesto que iria rolar durante a solenidade não aconteceu, mas sobrou chororô, homenagens e até retaliações pro capo dos milicos, o coronel Eliésio Rodrigues.

A solenidade tava rolando na buena até que o coronel Eliésio pegou o microfone e colocou fogo no quartel. Fez questão de relembrar dos 12 assassinatos do ano em Balneário e mais de 150 assaltos ocorridos. Bateu no peito pra dizer que a troca foi uma decisão sua pra garantir a segurança da cidade. “Não basta os três patetas fazerem rir, tem que trabalhar”, mandou. Enquanto discursava, rolava um murmurinho entre os convidados. Volta e meia alguém mandava: “foi uma infeliz troca”.

O coronel afirmou que aposta as fichas nos novos comandantes e chegou a dizer que, se fosse preciso, iria assumir o batalhão, só pra deixar as coisas nos conformes. Do meio do povão, alguém não resistiu e desabafou pras pessoas a sua volta: “não faça isso, pelo amor de Deus”.

Já os antigos comandantes da corporação abriram o coração no púlpito e deixaram as lágrimas rolarem. Depois de relembrar os trampos feitos e dar boas vindas aos novos chefões, foram aplaudidos de pé pelos bambambãs da segurança na região, abobrões e prefeitos de municípios vizinhos. “Estou saindo triste por não conseguir fazer tudo o que queria, mas feliz com o carinho da população”, lascou o coronel Albanir. Ele voltou pra Floripa e o coronel Meister assumirá o batalhão de Brusque.

Homenagens

Durante a troca de comando não faltaram homenagens e protesto silencioso. A galera dos Consegs estendeu faixas nas grades do batalhão com palavras de apoio a Albanir e Meister. Ainda entregaram um diploma de mérito comunitário ao ex-comandante do 12º Batalhão. “É uma forma de dar reconhecimento ao Meister pelos relevantes serviços prestados para a nossa comunidade”, explicou o presidente da federação dos Consegs, Valdir de Andrade.

O prefeito de Balneário, Edson Periquito, não perdeu a oportunidade de bater as suas asinhas, babou o ovo pros que entraram e pros que saíram. Também entregou uma plaquinha em homenagem aos dois antigos comandantes da corporação.

Promessas

Embora tenha deixado o comando da pequena cidade de Timbó e Blu, o tenente-coronel Koglin promete dar conta dos trampos no Balneário, cidade considerada pólo turístico catarinense. “Vamos colocar o máximo de efetivo na rua e possibilitar o maior número de operações”, assegurou.

  •  

Deixe uma Resposta