• Postado por Tiago

Biblioteca Municipal foi destelhada e teve baita preju

Os fortes vendavais da madrugada de terça-feira que detonaram casas e comércios em vários bairros do Itajaí também causaram uma porrada de prejuízos nas unidades da rede municipal de ensino. As escolas Antônio Ramos, nos Cordeiros, Jorge Domingos Gonzaga, no São Roque, e Maria do Carmo Vieira, da comunidade do quilômetro 12, foram interditadas por causa de alagamentos e destruição de telhas, calhas, móveis e equipamentos.

Além das escolas, a Biblioteca Municipal também passou o mesmo perrengue e fechou suas portas. As unidades permanecem interditadas durante o dia de hoje e a previsão da secretária Maria Heidmann é que até o fim da semana tudo esteja resolvido e normalizado. ?Já constatamos um prejuízo de pelo menos 150 mil reais, isso sem contar com livros e computadores destruídos pelos alagamentos. Temos quatro equipes trabalhando nos reparos e esperamos poder resolver tudo o mais rápido possível?, explicou.

Ao todo, foram seis escolas, 16 creches e uma unidade do contraturno que tiveram algum tipo de estrago, como destelhamentos, alagamentos, falta de energia, quebra de vidros e problemas em calhas.

Estaduais

Nas escolas da rede estadual, duas foram mais atingidas. A Nilton Kucker, na Vila Operária, teve metade do telhado arrancado, e a Maria Nilza Evaristo, no Espinheirinhos, teve alagamento por causa de um problema com as calhas. As duas unidades tiveram as aulas suspensas ontem, mas voltam ao trampo hoje.

Saúde

Nas unidades de saúde, o prejuízo foi bem menor. O Crescem, postinho que atende às gestantes peixeiras e realiza os testes do pezinho no Itajaí, teve um perrengue causado por um galho de árvore que caiu no telhado e outras 12 unidades tiveram problemas com calhas, telhas e goteiras, mas o pessoal da manutenção trampou ontem o dia todo e nenhum postinho precisou ser fechado.

Prefeito decreta estado de emergência por 90 dias

O prefeito de Penha, Evandro Eredes dos Navegantes, decretou na manhã de ontem estado de emergência por 90 dias na cidade por causa do temporal. Mais de 150 casas e prédios públicos sofreram danos por causa da ventania. A localidade mais afetada foi a de Armação, mas não há registro de desabrigados. O atendimento médico será mantido normalmente na city, já as aulas na rede municipal foram suspensas durante esta semana para o conserto das escolas e creches atingidas pela chuvarada.

  •  

Deixe uma Resposta