• Postado por Tiago

INTERA-POLÍCIA-PÁGINA-SEIS-ABRE-p---sumiu-no-marzão-de-navega-(13)

Bombeiros usaram jet-ski para tentar encontar corpo de banhista

Anderson Panoch, 20 anos, um turista de Benedito Novo, do médio Vale do Itajaí, se afogou na praia Central dengodengo, entre os postos de guarda-vidas 1 e 2, sumiu no marzão e não foi mais encontrado. Os bombeiros usaram até um jet ski para ajudar nas buscas, mas o corpo do turista não foi encontrado. O amigo de Anderson, que também se afogou, foi resgatado com vida pelos vermelhinhos.

Era mais ou menos 10h30 quando Anderson e Rogério Buzzi, 22, chegaram correndo na praia Central, perto da rua Maria Leonor da Cunha. Os dois atravessaram a restinga pulando no mar em uma área sinalizada com bandeira vermelha. No local tinha várias correntes de retorno e buracos de até três metros de profundidade.

?Eles vieram com tudo e não viram a bandeira vermelha. Foi muito rápido. Assim que pularam já sentiram que o local não dava pé e se afogaram?, explicou o sargento dos bombeiros dengodengo Oberdan Saturnino.

Próximo ao local onde a dupla se afogou, tinha um dos cadeirões que a prefa construiu para os guarda-vidas vigiar as praias. Acontece que na hora do acidente somente um vermelhinho estava por aquelas bandas, pois o outro tinha saído para fazer uma ronda por terra. O guarda-vida de plantão se ligou no perrengue e conseguiu salvar Rogério, que saiu consciente do mar. Quando o guarda-vida voltou para buscar Anderson, não o encontrou mais.

Sem esperanças

A equipe dos vermelhinhos peixeiros foi chamada para ajudar nas buscas e ficou procurando pelo turista durante toda a tarde de ontem com um jet-ski. Como a região onde aconteceu o afogamento tem muitos bancos de areia, os bombeiros estão tendo muita dificuldade para achar o corpo do turista. A suspeita dos bombeiros é que ele foi arrastado pelas correntes de repuxo. Os vermelhinhos acreditam ainda que o corpo do coitado deve aparecer somente no dia 31, quando a água volta a ficar mais quente e o corpo consegue boiar. A família de Anderson, que estava acompanhando o trampo dos vermelhinhos, ainda tinha um fio de esperança de encontrá-lo vivo.

Cuidado

Pra garantir um banho e férias seguras, os vermelhinhos não se cansam de pedir mais cuidado na hora ir à praia. ?O ideal é ficar de olho nas bandeiras, ver se tem posto de guarda-vidas próximos ao local do banho. Melhor ainda é perguntar aos guardas as condições do mar. E nunca tomar banho em área de bandeira vermelha?, lembra o sargento Oberdan.

  •  

Deixe uma Resposta