• Postado por Tiago

GERAL-9-ABRE---padronizacao-taxi-em-itajai---Foto-Felipe-VT-02

Propaganda na porta da caranga vai ter que sumir

Os taxistas peixeiros serão proibidos de encher as portas das carangas de adesivos de propaganda. A secretaria de Urbanismo bolou um projeto de lei pra acabar com a bagunça na identificação dos táxis e mandou pra câmara de vereadores. Se a ideia for aprovada pela casa do povo e caneteada pelo prefeito Jandir Bellini (PP), os motoras terão 60 dias pra arrancar todas as propagandas e colocar novos adesivos dentro do esquema da nova lei. Só vidro traseiro vai poder ter adesivo de publicidade.

A mudança foi uma sugestão dos próprios taxistas, que decidiram, numa assembleia, pedinchar à prefa um projeto pra que todas as carangas tivessem a mesma cara, como acontece em outras cidades como Balneário Camboriú e Curitiba. A secretaria de Urbanismo fez algumas propostas de identificação e o sindicato dos taxistas decidiu qual dos desenhos ficaria mais bonitinho nas latas das carangas. O secretário de urbanismo, Paulo Praun, ressalta que os adesivos padronizados também vão melhorar a segurança pra quem trampa na praça. ?Vai ser mais fácil localizar um carros desses em qualquer situação?, explica o abobrão.

O custo com a nova identificação vai sair do bolso dos donos de táxis, que também vão perder a graninha que faturavam com as propagandas nas portas das carangas. O presidente do sindicato dos taxistas, Orli Antonio Pacheco, avisa que, assim que a lei entrar em vigor, todos têm 60 dias pra se livrar do anúncio e providenciar os novos adesivos. ?Vai ter que acabar com essa bagunça. Tem carro que é só anúncio?, reclama. A lei das concessões dos táxis de Itajaí é de 1975 e prevê a recisão do contrato se o motora não andar na linha e fizer tudo que a prefa determinar.

Os vidros traseiros continuam liberados pra propaganda, mas o sindicalista alerta que, pro resto da caranga, não tem margem pra chororô. ?Quem tiver contrato com anunciante vai ter que romper?, lasca.

Pro taxista José Sílvio dos Santos, 55 anos, a novidade é bem-vinda. O motora, que trampa na praça a 35 anos, acredita que, do jeito que tá hoje, muita gente não consegue diferenciar um táxi de uma caranga comum e isso estaria diminuindo o número de corridas. José também lembra que, como muitos táxis trampam para empresas, que precisam levar seus executivos pra cima e pra baixo, fica feio chegar com a caranga cheia de adesivos pra levar os engravatados. ?O empresário olha estranho quando o carro chega?, conta.

Há nove anos na praça, Edgar Cordeiro, 43 anos, assina embaixo do que diz o colega de profissão e completa que não vai ter muito problema com os contratos das propagandas nas portas das carangas. ?A maioria é contrato só de boca então é só tirar e colocar os adesivos novos?, disse.

Como vai ser?

Se a lei for aprovada, os táxis peixeiros ganharão uma faixa de 20 cm de altura em toda a extensão da lateral da caranga, nos dois lados. O adesivo será quadriculado em azul e amarelo ? as cores da bandeira de Itajaí. Na porta da frente, a caranga vai ganhar um adesivo com o nome da cidade e, na traseira, o número de cada táxi. Essa numeração ainda não existe e, segundo o secretário de Urbanismo, vai ser providenciada assim que a lei passar pela canetada do prefeito. A nova lei também torna oficial e obrigatória a cor branca pras carangas que trampam no táxi peixeiro.

  •  

Deixe uma Resposta