• Postado por Tiago

politica---uczai-acusa

Deputados deveriam ter responsabilidade ética e moral na apuração do caso

O líder da bancada do PT na assembleia Legislativa, deputado Pedro Uczai, lamentou e se disse dicara com o pedido apresentado pela deputada Odete de Jesus (PRB) e pelo deputado Narcizo Parisotto (PTB), na tarde de segunda-feira, solicitando a retirada de suas assinaturas do requerimento para a instalação da CPI do Sistema Prisional de Santa Catarina. O requerimento foi protocolado por Uczai ainda na segunda-feira, com a assinatura de outros 15 deputados.

O vermelhinho formalizou na manhã de ontem uma consulta à comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e à procuradoria da Leleia questionando a retirada das assinaturas, já que o regimento interno da casa não diz nada com relação a essa questão. Funcionários efetivos do parlamento catarinense e que há vários anos trabalham na instituição também declararam que não têm conhecimento de registros solicitando a retirada de assinatura de uma CPI depois de protocolada, pelo menos nos últimos 10 anos.

?Em primeiro lugar, todos os deputados que assinaram o requerimento, acredito que assinaram porque têm uma responsabilidade política, ética e moral em apurar as denúncias veiculadas pela imprensa e propor soluções para a segurança pública do estado. Portanto, os deputados que agora querem retirar seus nomes precisam dar boas explicações à opinião pública sobre suas mudanças de conduta. Em segundo lugar, há uma questão legal que precisa ser esclarecida, porque não há uma só linha no regimento interno que autorize deputados a retirarem assinaturas depois de um requerimento já estar protocolado?, declarou Uczai.

Para o deputado, o recuo de Odete e Narcizo foi fruto da pressão feita pelo governo do estado. ?A própria Odete admitiu que conversou com líderes do governo e que o governador está no comando da situação. Eles quem subjugar o parlamento, não querem que investiguemos a situação porque sabem que ficará demonstrado na CPI que além da tortura havia outros crimes sendo cometidos, como corrupção?, diz o puteado deputado.

Narcizo Parisoto (PTB), que também tirou o seu da reta, disse que o governo agiu rapidamente e tomou providências em relação à treta e, por isso, deixar o Ministério Público investigar o rolo é a melhor coisa que a assembleia pode fazer.

A reportagem do DIARINHO tentou entrar em contato com a deputada Odete de Jesus (PRB), mas a ditacuja não retornou as ligações.

  •  

Deixe uma Resposta