• Postado por Tiago

Acabaram-se os dias de liberdade pra um dos mulambentos que participou do atentado à depê da muié e do dimenor há um mês e meio e que resultou num policial civil baleado, em Balneário Camboriú. Ademir Antunes, 25 anos, foi grampeado em sua baia, no bairro dos Municípios. Com ele foram encontradas nada menos que 1,6 mil caixinhas de sabão em pó, que a puliça acredita que tenham sido surrupiadas pelaí.

O atentado rolou na noite de 18 de maio. O policial Paulo César Fernando de Abreu, que tava de plantão, saiu da depê pra fazer uma boquinha no posto Andyara, que fica na marginal Oeste. Ele teria encontrado com Ubirajara Ravares, o Bira, malaquinho conhecido na região, e os dois teriam trocado farpas.

Horas mais tarde, Bira juntou-se com Ademir e crivou de balas a delegacia. Paulo foi pego de surpresa com o atentado. Ele deitou na chón e se arrastou pra fugir dos balaços, mas acabou atingido na barriga, e precisou passar por uma cirurgia pra sobreviver.

Bizolhudos reconheceram a caranga usada na fuga dos atiradores como o Fiat Palio azul, placa CIM-7458 (Blumenau), que pertence a Ademir. Ontem, os tiras pintaram na baia dele, que fica na rua Campos Novos, pertinho da casa do Bira, e lascaram o teje preso.

O tanso do Ademir não sitocou que seu cabelo black-power não passaria despercebido no atentado. A polícia tinha informações de que o traste andava lidando com porcarias, e entrou na baia pra dar um bizú.

Ao invés de drogas, deram de cara com uma renca de caixinhas de sabão em pó, que daria pra lavar a roupa de um batalhão inteiro por mais de um ano. Eram 80 caixas grandes, fechadas, do sabão Assim. Dentro de cada uma tinha 20 caixas pequenas, de um quilo cada uma. Os puliças descobriram que o irmão de Ademir trampa numa transportadora peixeira, e já mandou a empresa se espertar pra ver se algum lote sumiu. Também será investigado se o sabão não fazia parte da mercadoria roubada da distribuidora Müller, em Itajaí, durante um assalto que rolou há duas semanas.

Em depoimento, Ademir admitiu que participou do atentado, usando um revólver calibre 38. O malaco só não quis revelar o paradeiro do Bira, que continua foragido e tá na mira dos homisdalei.

  •  

Deixe uma Resposta