• Postado por Tiago

R$ 15 mil tavam guardados no malote da loja

A bandidagem está cada vez mais ousada. Pra meter um assalto, pelas 22h de segunda-feira, um vagabundo armado se escondeu dentro da loja Havan, na avenida Brasil, no centrão do Balneário Camboriú. O malaco roubou um malote com documentos e R$ 15 mil.

O ataque rolou por um deslize dos funcionários da Havan. O pessoal contou pros meganhas que uma mulé carregava o malote recheado com a bufunfa, dentro da loja, na buena, sem apoio de seguranças. Quando chegou pertinho da porta de saída, o malencarado saiu correndo do meio do comércio. Sacou um revólver e apontou pra cabeça da coitada. A ameaçou de morte e ordenou que entregasse o malote.

A funcionária tremeu nas bases e deu a sacola pra ele. O vagabundo pegou o treco e simandou correndo pela porta da frente. Seguiu pela avenida Brasil e sumiu no meio da multidão que caminhava pela calçada. A polícia Militar foi chamada logo em seguida, fez várias voltas pela região, mas não encontrou nem o rastro do acusado.

Os milicos desconfiam que o traste já tava mocosado dentro da loja só prestando atenção em quem carregava a sacola com a grana dos caixas. Acreditam que ele contou com o apoio de um comparsa, que deveria esperar num veículo prontinho pra fuga.

Os homisdalei não descartam a possibilidade do bandido ter recebido a dica do assalto de um funcionário ou um ex-trabalhador da Havan. Os representantes da Havan não quiseram se pronunciar sobre o assunto na manhã de ontem e nem dizer se pretendem melhorar o sistema de segurança.

  •  

Deixe uma Resposta