• Postado por Tiago

INTERNA-ABRE-PAG-23---s---valdo-no-diarinho---foto-felipe-vt-09.12.09-(5)

Agora treinador, ele vai levar jogadores do estado pra França

Técnica, visão de jogo e preparo físico nunca foram problemas pra este grande craque do futebol. Muito pelo contrário. Eram as principais características de Valdo Cândido de Oliveira Filho, ou simplesmente Valdo, um dos melhores meias que o futebol brasileiro teve nos últimos tempos. Em visita ao DIARINHO, na tarde de ontem, ele falou um pouco de tudo: clubes catarinenses, seleção brasileira, copa do mundo e seu novo desafio na carreira, agora como técnico de futebol.

Valdo estreou como treinador no União de Rondonópolis/MT. Ele dirigiu a equipe que ganhou repercussão nacional ao derrotar o Internacional por 1 a 0, pela copa do Brasil. Na volta, vitória colocara e eliminação do time matogrossense. Agora, o desafio é na Europa. Valdo vai comandar o Lusitanos, time da quarta divisão do futebol francês, onde ex-jogador brazuca atuou pelo poderoso Paris Saint-Germain. ?Estou há 22 anos fora do país e a expectativa pra este desafio é a melhor possível. Este ano estamos em sétimo, mas queremos levar a equipe pra segunda divisão o mais rápido possível?, destaca.

Valdo fica na Santa & Bela até quarta-feira. Ele está na casa de sua irmã, em Balneário Camboriú, e veio buscar de três a cinco atletas da região pra reforçarem o elenco do Lusitanos. Entre eles estão os meias Rodrigo Couto, ex-Marcílio Dias, e Dilmar Maciel, ex-Camboriú, que terão a chance de mostrar que são bons de bola na França.

Futebol catarina

Natural de Siderópolis, no sul barriga-verde, Valdo acredita que Santa Catarina precisa de um campeonato estadual melhor, pra conseguir colocar mais de um time na série A do Brasileiro. ?Joinville merecia ter uma equipe mais forte. O próprio Figueirense, se tivesse feito um pouco mais, teria subido novamente. É questão de organização, cada um na sua área. Isso tem que ser respeitado pra dar certo?, fala o craque.

A única exceção é o Avaí de Silas, pra quem Valdo rasgou elogios. Os dois jogaram juntos na seleção brasileira, nas copas de 1986 e 1990. ?O trabalho do Silas foi maravilhoso. Ele provou que dá pra apresentar um bom futebol sem grandes estrelas e o Avaí foi um dos melhores do país neste ano?.

Copa do Mundo

Sobre seleção brasileira e copa do Mundo, Valdo acredita que o Brasil chegará à África do Sul como um dos grandes favoritos ao título. Ele só alerta que vencer Portugal e Costa do Marfim não será nada fácil. O treinador também aposta na Argentina como grande surpresa do mundial. ?Quando uma grande seleção se classifica assim, sofrido, geralmente as coisas acontecem?.

Valdo iniciou carreira no Figueirense e, no Brasil, também passou por Grêmio, Cruzeiro, Santos, Atlético-MG, Sport, Juventude, São Caetano e Botafogo, onde parou de jogar em 2004, aos 40 anos de idade. No exterior, defendeu Benfica, de Portugal, PSG, da França, e Nagoya, do Japão. Toda sua trajetória no mundo da bola será contada num livro, que deverá ser lançado entre agosto e setembro de 2010.

  •  

Deixe uma Resposta