• Postado por Tiago

SEGUNDA-PAGINA-11----g---vara-da-família

Pra completar, juízes liberaram quem tem sintomas de gripe a faltar em audiências

O medo da contaminação pelo vírus da gripe porca já chegou na dona justa. A vara da família de Balneário Camboriú decidiu suspender todas as audiências até o dia 21 de agosto, e o fórum mandou avisar que quem foi intimado a ter um plá com o juiz, mas tá com sintomas de gripe, tá autorizado a dar o cano. Se a moda pega, vai ter muita gente usando os espirros pra empurrar os processos com a barriga.

A decisão de fechar as portas da vara da família pro povão foi caneteada pelo mandachuva do fórum na city, juiz Adilor Danielli, e pela chefona da vara na Maravilha do Atlântico, juíza Sônia Moroso. Questionada se tá com medo da gripe, a dotôra admite que sim. ?A situação preocupa. Mas o que nos levou a suspender as audiências foi que nosso prédio não tem janelas nos corredores, a ventilação é ruim, e a movimentação de pessoas é muito intensa. Não conseguimos manter um espaço arejado, como é a determinação da saúde?, comentou.

Por enquanto, vão ser atendidos só os casos mais urgentes. ?Na próxima semana vou reavaliar os números da doença na cidade, e ver se poderemos voltar às audiências?, disse a juíza. Ela garante que a folguinha não vai atrasar os processos que tão pendentes. ?As audiências que foram canceladas vamos tentar remarcar ainda pra este ano. Vou solicitar mais um juiz pra cooperar?, afirma.

A dotôra não quis palpitar sobre o fato da vigilância epidemiológica do município não ter determinado a suspensão dos atendimentos ao público. ?Acho que cada um tem que avaliar. No nosso caso, vimos que não tínhamos condições de manter as audiências. Se tivéssemos, manteríamos com certeza?, diz.

Pode faltar

As medidas da dona justa pra proteger os homens da beca não param por aí. Ontem, o fórum do Balneário informou que as pessoas que foram intimadas pra audiências e tão com o nariz pingando e dor no corpo, tão liberadas pra faltar. A recomendação veio do presidente do tribunal da dona justa, desembargador João Eduardo Souza Varella.

Pra evitar o oba-oba de quem tá pensando em usar o arreguinho pra silivrar dos processos que responde na justa, o pessoal que faltar vai ser obrigado a apresentar uma justificativa ao juiz. ?Tem que ter um atestado de um médico ou dos centros de triagem informando que a pessoa esteve gripada?, disse o secretário-chefe do fórum, Helio Marcos.

  •  

Deixe uma Resposta