• Postado por Tiago

Os fiscais da procuradoria de Defesa do Consumidor (Procon) de Itajaí comprovaram o que há duas semanas empresários do ramo do comércio de combustíveis vêm dizendo ao DIARINHO: a gasolina em Itajaí tá deixando de ser uma das mais baratas do país e já atingiu os R$ 2,69. Pesquisa feita pelo pessoal da Procon, na terça-feira, aponta o reajuste de preços e detecta ainda que a variação entre um posto e outro pode chegar a 20 centavos na venda da gasosa.

A fuçada foi dada nos 50 postos instalados na city peixeira. Apenas um comércio ainda mantém o precinho de R$ 2,49 no litro da gasolina, o mesmo que era praticado em meados do ano passado por quase todos os postos da cidade. É o Litoral, que vende combustível da Petrobras (BR) e fica no bairro São João. Os demais não resistiram à pressão das distribuidoras e já começam a repassar os preços. O mais caro é o Itamirim, que ainda mantém bandeira da Texaco (vendida pra Ipiranga no Brasil). Lá, o suco de petróleo é oferecido ao consumidor por salgados R$ 2,69.

Na média, a gasosa já tá sendo vendida em Itajaí a R$ 2,58%.

Variação também no álcool e diesel

Os fiscais da Procon também perceberam variação de preços no álcool e no óleo diesel. Nos dois casos, entre o mais caro e o mais barato, a diferença é de 25 centavos num litrinho.

O suco de cana foi encontrado entre R$ 1,79 (Posto Maiochi Sul, na Canhanduba, sem marca de distribuidora) e R$ 2,07 (Presidente, do São Viça, que é da Esso).

Na terça-feira, o diesel mais barato tava sendo vendido a R$ 1,84 (Cristo Rei, da Barra do Rio, da Esso) e o mais caro a R$ 2,09 (Tucha, São Viça, da Ipiranga).

  •  

Deixe uma Resposta