• Postado por Tiago

Feirantes, como dona Erotides, são atração pros visitantes

Enquanto dona Erotides da Silva Delfino, 62 anos, entrelaçava as linhas pra fabricar a renda de bilro, o povão se aglomerava em volta pra ver. A estudante Maíra de Campos Alves, 16, ficou encantada com a técnica e agilidade da rendeira. ?É muito legal. Eu nunca tinha visto ao vivo, mas gostei bastante?, falou a moçoila, que visitou a 23ª Marejada com os pais no feriado do dia 12 de outubro.

Dona Erotides disse que já tá acostumada com os olhares curiosos do povão. Ela conta que durante os 13 anos em que participa da festa como expositora, quase todos os dias são assim. ?A gente não vende muito bem, até porque, por ser um produto totalmente manual, acaba se tornando mais caro. Mas eu fico feliz em poder ser destaque com a técnica açoriana da renda de bilro?, falou a moradora peixeira do bairro São João.

Muvuca também se formou em frente ao trampo de Paulo Andrade de Paula, 63. O curitibano, que há cinco anos participa da festa portuguesa, realça em um pedaço de cartolina os traços da galera que visita a Marejada. O retrato a grafite, como é chamada a técnica do desenho, deixa o povão de boca aberta pela perfeição. ?Eu cobro R$ 30 pelo retrato, que leva em média meia hora pra ficar pronto. Por dia de festa faço em média um 10 retratos?, conta.

O estande de dona Maria da Graça Luiz, 70, é um dos mais visitados da feira de artesanato. Peças de decoração totalmente feitas a mão utilizam como matéria-prima o fundo do mar. Areia, conchas, estrelas e até escamas de peixe dão formas aos objetos. ?Já tenho até encomendas de presépios. O pessoal tá gostando dos nossos produtos, estou bem contente?, comemora a feirante.

Prestígio

Realmente quem visita a Marejada não tem deixado de passar pela feira de artesanato. O local, segundo os próprios feirantes, tá movimentado, apesar de as vendas não estarem lá aquela coisa toda. ?Tão razoáveis as vendas. Só que esse ano a vantagem é que a localização da feira tá bem melhor?, elogia a rendeira Erotides.

Os cerca de 40 feirantes que estão expondo seus produtos na Marejada tão instalados bem em frente ao Centreventos, onde acontecem as apresentações musicais. Nos estandes podem ser vistas roupas, artigos natalinos, enfeites em madeira, bijuterias e até esculturas. Vale a pena dar uma passadinha pra prestigiar os artesões.

  •  

Deixe uma Resposta